Por Everton Vieira da Silva Em Artigos

Unidos ao Coração Imaculado de Maria

No Ano Nacional Mariano, no qual celebramos com grande júbilo o terceiro centenário do encontro da imagem milagrosa de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, nas águas do rio Paraíba do Sul, por três pescadores, em 1717, as celebrações em honra à Santíssima Virgem Maria ganham especial destaque, pois ao contemplá-la e render sinceras homenagens, recordamos Jesus Cristo, nosso redentor, que no seio materno de Maria, assumiu nossa natureza para que nós fôssemos salvos e redimidos pelo seu infinito amor.

Sagrados coracoes de Jesus e Maria

A Igreja honra e celebra o Imaculado Coração de Maria, memória litúrgica comemorada no sábado seguinte à Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, celebrada na segunda sexta-feira após a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo. Tal devoção é muito antiga. Sua origem está no Evangelho, que repetidas vezes nos chama a imergir no Coração da Mãe de Jesus e nossa Mãe. A piedade nos conclama a buscar firmemente o amor de Deus, e sempre, como fez a Virgem Maria, acolher o plano salvífico e de misericórdia de Deus em nossas vidas. Maria evidencia seu amor por Deus e pelas futuras gerações. Ela acolhe o anúncio do Arcanjo Gabriel, e no seu ventre, o Filho de Deus se encarna para nossa salvação. O amor de Deus Pai e sua face se desvela em Jesus Cristo feito homem. Maria vivia o projeto de Deus sempre conservando e meditando em seu coração os acontecimentos (Cf. Lc 2,19 e Lc 2,51).

A Igreja reconheceu o culto ao Imaculado Coração de Maria no início do século XIX. Foi em 1942, em plena Segunda grande Guerra Mundial, em 8 de dezembro, Solenidade da Imaculada Conceição, que a Igreja e toda humanidade foram consagradas, pelas orações e súplicas de Pio XII, ao Imaculado Coração de Maria. Muitos são os propagadores dessa devoção. São João Eudes é considerado o grande apóstolo da devoção ao Imaculado Coração de Maria. Ele, em 1643, fundou a Congregação de Jesus e Maria. Uma Congregação de Sacerdotes dedicados ao Sagrado Coração de Jesus e ao Coração de Maria. Graças a São João Eudes, a devoção deixou de ser exclusivamente privada e tornou-se pública e oficial.

A devoção ao Imaculado Coração de Maria granjeou mais eficácia, graças à piedade privada dos fiéis, a partir das aparições de Nossa Senhora, em Fátima, em 1917, a três pastorzinhos: Jacinta e Francisco Marto, canonizados recentemente pelo Papa Francisco, em 13 de maio, no primeiro centenário das aparições, e Lúcia, que se encontra em processo de canonização. A mensagem de Fátima é para toda a Igreja e para o orbe é a propagação do culto ao Imaculado Coração de Maria.

O sábado, para a Igreja, é um dia dedicado e consagrado à Virgem Maria. Sua tradição tem origem nos primeiros séculos do catolicismo. O missal romano de Pio V, do ano de 1570, nos ilustra a antiguidade dessa piedosa prática. Sua finalidade é prestar homenagens àquela que fora escolhida para ser a Mãe de Deus.

Muitos movimentos marianos, apoiados nesta tão singela e devota tradição da igreja, consagram e vivem o sábado aproximando-se dos sacramentos e do cumprimento, de diversas formas e gestos, dos exercícios da piedade, tais como: o Rosário, o Ofício da Imaculada Conceição, a comunhão reparadora, enfim, de tantas formas de homenagear Nossa Senhora. Entretanto, foi com o Papa Pio X que a devoção à Nossa Senhora, aos sábados, foi aprovada e incentivada para toda a Igreja.

Em Fátima, na Cova da Iria, em 13 de junho, no ano de 1917, na segunda aparição aos pastorinhos, foi revelada a primeira grande manifestação do Imaculado Coração de Maria. No diálogo de Lúcia com a Virgem, foi revelado que o seu maior desejo era estabelecer no mundo a devoção ao seu Imaculado Coração, e àqueles que o abraçassem eras-lhe prometida a salvação, o refúgio e o caminho que os conduziria até Deus.

:: A mensagem de Fátima e o Triunfo do Imaculado Coração de Maria.

Imaculado Coração de Maria - FátimaNa palma da mão direita da Virgem Maria estava um Coração, cercado de espinhos que pareciam estar nele enterrados. Era o Imaculado Coração de Maria, ultrajado pelos pecados da humanidade, querendo reparação!

Assim, a venerada devoção ao Imaculado Coração de Maria, praticada aos sábados, de modo especial, nos primeiros sábados, foi-nos revelada para nossa salvação e de tantos que deixaram a sã doutrina e de muitas almas que padecem no purgatório.

Ao rendermos veneração ao Imaculado Coração de Maria, fazemos com que o amor à Mãe de Deus seja iluminado e conhecido, pois a Palavra de Deus, anunciada pelo Arcanjo Gabriel, encontrou acolhida no coração de Maria, e nesse mesmo coração transpassado, aos pés da cruz, profetizado pelo velho Simeão, se encarnou o Redentor e veio habitar entre nós.

Celebrando com fé este Ano Mariano, queremos continuar nossa peregrinação, sendo transformados pela Palavra de Deus e pela força do Espírito Santo, à semelhança da “serva do Senhor”, onde sejamos verdadeiros servidores de Deus. Peçamos com insistência e perseverança à Nossa Senhora Aparecida, nossa Celestial Padroeira, as boas disposições de nossa alma para bem praticar e viver os seus ensinamentos.

4 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Alexandra Soares comentou:

Belíssimo artigo! Parabéns Everton Vieira pela simplicidade que nos educa na fé e nos faz compreender melhor a doutrina e os ensinamentos da Igreja Católica.

Alexandra Soares comentou:

Quero pedir ao Santuário de Aparecida que continue postando sempre esses belos artigos. É gostoso de ler esses textos, pois o autor (Everton) escreve com simplicidade, mas é muito profundo o sentimento colocado no conteúdo. Parabéns ao Santuário pelas lindas postagens!

Rogério Santos comentou:

Olá! Onde posso encontrar o contato do autor? Gostaria de pedir a ele para publicar o artigo no Jornal Informativo da minha paróquia! Obrigado!

respondeu:

Olá Rogério, Paz e bem pra você! Pedimos que entre em contato com a Academia Marial do Santuário atravé sdo e-mail: academia@santuarionacional.com

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Everton Vieira da Silva, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.