Padre brasileiro e associado da Academia Marial fez parte do séquito que acompanhou o Papa Francisco durante a JMJ. | Academia Marial - Santuário Nacional de Aparecida - Centro de Estudo sobre Nossa Senhora Aparecida
Padre brasileiro e associado da Academia Marial fez parte do séquito que acompanhou o Papa Francisco durante a JMJ.

Publicado em: 31/07/2013

31/07/2013

Padre brasileiro, diretor do Instituto religioso Schoenstatt, fez parte da comitiva que acompanhou o Papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude. O grupo é formado, conforme costa, por menos de dez pessoas. Padre Alexandre Awi de Mello conheceu o Papa Francisco durante a V CELAM, em Aparecida no ano de 2007. Ele é sócio colaborador da Academia Marial de Aparecida. Já deu palestras em Congressos Mariológicos da Academia.

O padre brasileiro é uma referência em mariologia, conjunto de estudos teológicos sobre Nossa Senhora. Não só a especialidade teológica do Pe. Alexandre Awi que chamou a atenção do Papa Francisco. O padre é um ótimo comunicador. Em São Paulo, no Instituto Secular dos Padres de Schoenstatt, onde mora, tornou-se uma liderança entre os jovens fiéis.

Na V CELAM auxiliou como secretário na comissão de redação do Documento de Aparecida, comissão esta que fazia parte o até então Cardeal Jorge Bergoglio. Conviveram cerca de 3 semanas, em um encontro oferecido pelo acaso, já que Pe. Alexandre veio à Aparecida a convite do Pe. Joaquin Alliende, que participaria como convidado, por ser assistente espiritual de “Kirche in Not”, uma instituição alemã que muito colabora com a Igreja latino-americana. Ele estaria por perto, “do lado de fora”, para assessorá-lo no que necessitasse. Pe. Joaquin, por motivos de saúde, não pode vir e Pe. Alexandre sem o saber já havia viajado à Aparecida.

Por um acaso, nas vésperas do início da Conferência, precisaram de um tradutor e Pe. Alexandre se dispôs a ajudar. Uns dias depois, quando se formou a Comissão de Redação – formada por oito bispos (entre eles três cardeais) eleitos pela assembleia e responsável pela elaboração do documento final da Conferência, em suas quatro redações consecutivas solicitaram que Pe. Alexandre fosse o secretário desta comissão. Em um artigo seu Pe. Alexandre disse: “foi uma bênção ainda maior, já que ali pulsava o “coração” da assembleia. Senti-me profundamente edificado não só por toda a teologia e todos os assuntos refletidos nesta comissão, mas, sobretudo pelo testemunho pessoal de cada um dos cardeais e bispos ali presentes: uma verdadeira aula de Igreja e de vivência cristã”.

Pe. Alexandre Awi, com sua personalidade doce e simples, curiosamente compatível com a do Papa Francisco, nos deixa satisfeitos, não apenas por ter um brasileiro nesse grupo, mas além disso, um representante da Academia Marial.

Fonte : http://archiv.schoenstatt.de/news2007/06/7t0634pt-bra-aparecida-p-alexandre.php


Outros textos relacionados:

JMJ! Data e temas definidos
Maria, a Senhora da Páscoa
Lançamento do livro “Ela é minha mãe!” – Encontros do Papa Francisco com Maria, do Pe. Alex...
Convite para Vernissage - Centenário da Aliança de Amor

FACEBOOK
TWITTER


RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Seu nome

Seu e-mail