A12

A bola da Cristina

Enviar por e-mail

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

-

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

A garota Cristina ganhou uma bola como presente de aniversário. Era toda colorida e bonita. Alegre e feliz, a menina correu para o quintal da casa, a fim de brincar com a bola. Jogava-a na parede e pegava. Jogava-a para cima e rebatia sem que a bola caísse no chão... Inventou mil formas de brincar com a bola.

Brincou mais de meia hora. Por fim, sentiu cansaço e solidão, atirou a bola em um canto e entrou em casa. Sentia-se frustrada, vazia e triste. Jogar bola sozinha não tem graça! Faltava alguém para brincar com ela e compartilhar as gargalhadas, os gritos e a alegria. Ninguém gosta de viver sozinho.

Mas este amigo não precisa ter carne e osso como nós. Deus quer ser nosso amigo, e ele preenche todo o nosso anseio de conviver e de nos alegrarmos. E mais: Juntos com ele, nós nos voltamos para o nosso próximo, especialmente o mais pequenino, com um sorriso encantador nos nossos lábios e uma felicidade incontida estampada no rosto.

“Como é bom, como é agradável os irmãos viverem juntos e se amarem!” (Sl 133,1). “Todos repartiam o pão, e não havia necessitados entre eles” (At 4,32ss). O egoísmo só faz mal, entristece e destrói.


Comentários (0)



Carregando Comentários
0 caracteres