A12

A compaixão, a misericórdia e o olhar amoroso de Jesus

Enviar por e-mail

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

-

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

santa_margarida_maria_alacoque_1Deus é onipotente e poderia fazer tudo o que Ele pretende sem nenhuma mediação, mas frequentemente vemos na história do mundo como Ele se vale de nós humanos, criaturas dele, para manifestar seu amor. Os santos são pessoas que, de maneira especial, foram instrumentos eficazes nas mãos de Deus. Santa Margarida Maria Alacoque foi um desses instrumentos, por meio do qual Deus quis manifestar de maneira especial a grande devoção do Sagrado Coração de seu Filho Jesus.

Não iremos nos deter na vida dessa santa, apesar de ser uma história muito bonita, mas vamos olhar algumas atitudes de Jesus que mostram um pouco como esse Sagrado Coração vive e quer que vivamos. Vejamos um pouco sobre a compaixão, sobre a misericórdia e sobre o olhar amoroso de Jesus. [Santo do dia: Margarida Maria Alacoque]

Compaixão

Apoiemo-nos no seguinte trecho bíblico para meditar um pouco sobre a compaixão: “Ao ver as multidões, Jesus sentiu grande compaixão pelas pessoas, pois que estavam aflitas e desamparadas como ovelhas que não têm pastor” (Mt 9, 36).

A compaixão é a capacidade de sentir com a outra pessoa, em outras palavras, é a capacidade de experimentar o mesmo que o outro está experimentando. É uma espécie de solidariedade na dor e no sofrimento. Lendo dessa maneira, entendemos que Jesus não teve simplesmente um sentimento de pena pelas pessoas que estavam desamparadas, mas experimentou com elas o sofrimento de estar desamparado. Talvez possamos dizer que essa experiência tenha sido levada ao extremo quando Jesus estava crucificado e clamando “Meu Deus, porque me abandonaste”?

Somos chamados a viver isso também quando vemos o sofrimento alheio. Um cristão não assiste o sofrimento do lado de fora, mas entra em comunhão com o que sofre. Nessa comunhão é possível acontecer uma verdadeira ressurreição para uma vida nova, da mesma maneira como Jesus se abaixou até nós para nos resgatar do nosso pecado.

Misericórdia

O Papa Francisco convocou um ano santo da misericórdia para enfatizar a importância de, nos tempos atuais, olharmos para essa virtude. Em seu texto Misericordiae Vultus o Papa nos diz: “Precisamos sempre de contemplar o mistério da misericórdia. É fonte de alegria, serenidade e paz. É condição da nossa salvação. Misericórdia: é a palavra que revela o mistério da Santíssima Trindade. Misericórdia: é o ato último e supremo pelo qual Deus vem ao nosso encontro. Misericórdia: é a lei fundamental que mora no coração de cada pessoa, quando vê com olhos sinceros o irmão que encontra no caminho da vida. Misericórdia: é o caminho que une Deus e o homem, porque nos abre o coração à esperança de sermos amados para sempre, apesar da limitação do nosso pecado”.

No princípio do texto, o Papa diz que Jesus Cristo é o rosto da misericórdia do Pai. Que nesse ano santo da misericórdia possamos contemplar a Jesus e o seu Sagrado Coração, para aprender dele como viver de maneira mais misericordiosa.

Olhar amoroso

Penso que tanto a compaixão como a misericórdia podem ser entendidos como o resultado de um olhar amoroso de Deus ao mundo e, de maneira especial, aos homens. No Evangelho do 'Jovem Rico', depois que este disse já observar os mandamentos desde sua juventude, lemos que Jesus o olhou com amor. Que olhar deve ter sido esse! Tão simples e tão profundo. Um olhar que vai até o fundo de cada um de nós, “mais cortante que qualquer espada de dois gumes”, que compreende toda a miséria do homem e a necessidade do amor de Deus.

É esse olhar que permite a compaixão e a misericórdia pelo outro, porque percebemos que estamos todos na mesma situação de pecadores necessitados do perdão de Deus. Que nesse dia possamos aprofundar um pouco mais no Sagrado Coração de Jesus e buscar com a nossa vida ser cada vez mais parecidos com Ele.

João colunista assinatura


Comentários (0)



Carregando Comentários
0 caracteres