A12

Rei perde dedo na caçada

Enviar por e-mail

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

-

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

Certa vez, na antiguidade, havia um rei que não acreditava na bondade de Deus. Tinha, porém, um servo que sempre o lembrava desta verdade. Em todas as situações, o servo dizia: “Majestade, não desanime, porque Deus é bom”.

Um dia, o rei saiu para caçar e levou aquele servo. Lá no mato, uma fera atacou o rei. Ele lutou, lutou e conseguiu livrar-se do animal, mas perdeu um dedo da mão.

Furioso pelo que havia acontecido, disse ao servo: “E agora, o que você me diz? Deus é bom? Se fosse bom não teria permitido que eu perdesse este dedo!” O servo respondeu: “Majestade, isso é para o seu bem!” Irritado, ao voltarem para o palácio, o rei mandou açoitar e prender aquele servo.

Após algum tempo, o rei voltou novamente à mata para caçar. Aconteceu que desta vez foi atacado por índios, que o levaram para a aldeia. Aqueles índios costumavam oferecer sacrifícios humanos para as suas divindades. Sem saberem que era o rei, pois não entendiam a sua língua, resolveram oferecer aquele prisioneiro em sacrifício.

Mas, quando estava tudo preparado e o rei já estava diante do altar do sacrifício, o pajé, ao examinar a vítima, disse a todos: “Este homem não pode ser sacrificado, pois é defeituoso. Falta-lhe um dedo”. E o rei foi libertado.

Quando chegou ao palácio, muito alegre e aliviado, o rei libertou o seu servo, abraçou-o afetuosamente e lhe disse: “Meu caro, Deus foi realmente bom para mim. Você tem razão!”

Deus é muito bom para nós. Por isso merece ser amado sobre todas as coisas. O seu amor está demonstrado em cada criatura e em cada acontecimento da nossa vida. “Tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus” (Rm 8,28).

“O caminho de Deus é sem mácula. A palavra do Senhor é provada no fogo. Ele é o escudo de quem nele confia” (2Sm 22,31).

Comentários (0)



Carregando Comentários
0 caracteres