Por André Somensari Em Notícias Atualizada em 21 SET 2018 - 16H23

Coleção 'Conheça a Bíblia - Estudo popular' auxilia leigos no estudo da Palavra

Tentar popularizar o estudo da Bíblia Sagrada parece tarefa fácil, mas não é. De certa forma, é como caminhar na contramão da exegese, pois o estudioso de Bíblia normalmente é levado a sofisticar o estudo e a pesquisa. Todavia, visto que a Bíblia é patrimônio do povo e não dos especialistas, cabe aos letrados desgastar-se para tornar esse livro acessível aos simples, ou seja, aos que não tiveram e nunca terão oportunidade de conhecer a fundo as ciências bíblicas.

'Com o objetivo de auxiliar os leigos nos estudos e na compreensão da Sagrada Escritura, a Editora Santuário lançou a coleção “Conheça a Bíblia - Estudo Popular”, preparada para popularizar o estudo da Sagrada Escritura, a fim de que mais pessoas possam ter acesso a toda riqueza que existe em cada umas das páginas que compõem a Bíblia' (trecho da apresentação da coleção).

Dessa coleção, foram lançados os volumes: 
1- “Pentateuco e História Deuteronomista”;
2- “História do cronista e novelas bíblicas”;
3- “Profetas”.

Mais quatro volumes estão em fase de produção e serão lançados futuramente.

Reprodução/Editora Santuário
Reprodução/Editora Santuário

A equipe do Jornal Santuário conversou com o Padre José Bortolini, autor da coleção, que nos deu mais detalhes sobre a produção:

Jornal Santuário – Do que trata a coleção? Como ela foi idealizada?

Padre José Bortolini – Minha vida está fortemente ligada à Palavra de Deus, sobretudo nos últimos 30 anos, mediante escritos, cursos, palestras etc. Aos poucos, percebemos a sede que as pessoas têm de conhecer mais e melhor a Bíblia Sagrada. Então surge quase como obrigação a tarefa de ajudar essas pessoas em sua mais legítima necessidade. Eu sempre disse que "falar difícil da Bíblia é fácil". O difícil é falar simples, pondo-se à altura do povo simples e, sobretudo, fazendo acontecer o casamento entre a Bíblia e a vida do povo, com suas dificuldades, esperanças.

JS - Foi assim que, aos poucos, foi nascendo e adquirindo corpo a ideia de tentar produzir algo útil para os amantes da Palavra de Deus?

Padre José Bortolini - No estudo da Bíblia, em geral, ficam esquecidos certos lugares desconhecidos. Refiro-me àqueles livros ou àquelas partes da Sagrada Escritura que ninguém ousa ler porque pensa que não vale a pena. Minha intenção foi ir ao encontro dessa dificuldade, não excluindo nada, nenhum livro da Bíblia. Surgiu assim a coleção “Conheça a Bíblia. - Estudo popular”, publicada pela Editora Santuário. As características dessa coleção podem ser enumeradas da seguinte maneira: 1) Não existe no Brasil algo semelhante, pois a maioria dos textos contemplados em uma reflexão ou estudo são o filé mignon da Bíblia. A coleção “Conheça a Bíblia. Estudo popular” tem como objetivo não esquecer nem excluir nenhum livro ou parte dele. 2) Leveza é outra característica. Lê-se com gosto. A intenção é tornar o estudo bíblico algo lúdico, prazeroso, humorista. Para isso há informações abundantes, exercícios e até jogos. 3) A coleção contempla muitos mapas que ajudam a visualizar o contexto de determinado livro da Bíblia. 4) Os destinatários são pessoas com pouco conhecimento da Bíblia, mas têm sede e vontade de conhecer mais.

JS – Quantos volumes a coleção possui? O que cada obra aborda?

Padre Bortolini – Antes de se tornarem livros, esses textos faziam parte de 13 apostilas para cursos destinados às pessoas simples e ainda não muito habituadas com o estudo da Bíblia. Elas foram abundantemente usadas em muitos cursos bíblicos. Cada uma tinha em média 50 páginas; elas estavam assim organizadas: 8 para o Antigo Testamento e 5 para o Novo. Ao transformar essas apostilas em livros (cada livro tem cerca de 150 páginas), houve um remanejamento, totalizando 7 volumes: 4 para o Antigo Testamento e 3 para o Novo.

JS – Na opinião do senhor, essa coleção visa ser um instrumento para o leigo que quer estudar e compreender melhor a Bíblia? Há ainda por parte dos leigos pouco conhecimento e domínio do conteúdo da Bíblia?

Padre Bortolini – Atualmente leciono Sagrada Escritura no instituto de teologia para leigos da Diocese de Campo Limpo (São Paulo). Costumo chamar meus alunos de heróis, e explico: trabalham o dia inteiro, são pais e mães de família que, terminado o expediente de trabalho, vão diretamente ao curso de Bíblia e Teologia. Chegam a casa perto da meia-noite, cansados, porém não desistem, dormem poucas horas e, no dia seguinte madrugam para o trabalho. Deus deve estar vendo todo esse sacrifício carregado de amor pela Palavra. É para essa espécie de pessoas que preparei esse material. E o número de participantes cresce sempre mais.

Hoje não se duvida mais de que o estudo da Bíblia é para todos. Por isso continuo sendo otimista. Antigamente, só padres eram formados e aptos a lecionar a Sagrada Escritura. Hoje há mulheres formadas, leigos e leigas diplomados, escrevendo, lecionando... A sede da Palavra não se apagou, graças a Deus. É é sinal de que estamos caminhando para frente.

Nos muitos cursos que dei, por este país, quase sempre à noite, era cena comum ver mães amamentando bebês. Eles se alimentando com o leite materno; elas alimentando-se com a Palavra.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por André Somensari , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.