A12

#03 Quando Aparecida fugiu da guerra

Enviar por e-mail

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

-

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

Pouca gente sabe, mas Aparecida foi campo de batalha em um passado não muito distante. Durante a Revolução Constitucionalista de 32, a cidade foi frente de batalha. Em meio aos bombardeios, era preciso preservar a Imagem. Foi então que Aparecida fugiu do seu nicho para ficar a salvo.

Como a cidade de Aparecida fica bem próximo à divisa com Minas Gerais a região toda do Vale do Paraíba se tornou frente de batalha. Temendo que algo acontecesse com a Imagem, Nossa Senhora Aparecida foi retirada da Matriz Basílica e levada até o Palácio São Luiz, residência do arcebispo, em São Paulo. E lá ela permaneceu de 25 de setembro até 6 de outubro.

O conflito encerrou e a milagrosa Imagem da Virgem de Aparecida foi trazida de volta para a Matriz Basílica, onde permaneceu até ser transferida ao Santuário Nacional, anos mais tarde.

Curiosidades

- Nesta época, muitos dos soldados faziam questão de mostrar sua devoção por Nossa Senhora. Eles iam para a luta munidos de uma medalha benta de Nossa Senhora Aparecida.

- Vendo o sofrimento do povo, os padres da época resolveram ajudar a população. O principal deles foi Padre Antão Jorge, vigário e reitor da basílica. Ele pediu a ajuda dos Vicentinos para organizar um hospital para atender todos os feridos.


Comentários (0)



Carregando Comentários
0 caracteres