A12

Evangelho em Libras | 14º Domingo do Tempo Comum – Ano A

Enviar por e-mail

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

-

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

Reflexão: Pe. Luiz Camilo Jr - C.Ss.R
Interprete: Kiara Maria Socuta Quintanilha

14º Domingo do Tempo Comum – Ano A

Evangelho Deus Conosco dia a dia – Editora Santuário

(Mt 11,25-30)

Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer: “eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos. Sim, pai, porque assim foi do teu agrado.
Tudo me foi entregue por meu pai, e ninguém conhece o filho, senão o pai, e ninguém conhece o pai, senão o filho e aquele a quem o filho o quiser revelar.
Vinde a mim, todos vós, que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.”

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor!


Reflexão
A liturgia do 14º domingo do tempo comum nos faz refletir sobre o messias e perceber que Deus age no mundo de forma surpreendente, fazendo mudar nossos conceitos. Toda grandeza de deus é expressa de modo singelo e humilde, de maneira que possamos ter acesso a ele e agir com a mesma humildade e mansidão.
O evangelho de hoje nos ajuda a responder como deve agir aquele em quem o Espírito Santo habita. Deve agir com humildade porque o próprio Jesus se fez humilde, se fez servo. Jesus tinha tudo para ser tratado como rei, mas preferiu a condição de servo. Nasceu na humildade e viveu entre os pobres. Fez-se pequeno entre os pequenos para engrandecê-los com o amor de Deus.
Em sua oração Jesus louva o pai que escondeu as coisas importantes dos que se julgam sábios e entendidos, e revelou os segredos do reino aos pequeninos. Por isso, quem quiser conhecer as revelações do pai precisa conhecer primeiro o filho que ele enviou, e conhecer o filho significa segui-lo e fazer o que ele fez. Quem verdadeiramente segue Jesus o encontrará entre os humildes, e quem de verdade o ama continua repetindo o que ele fez: acolhendo os humildades, os excluídos, os esquecidos, os que estão cansados por causa dos pesados fardos que carregam. Foram essas pessoas que Jesus convidou para que estivessem próximas a ele para que pudesse aliviar os pesos da vida, e são dessas pessoas que nós temos que nos aproximar na humildade, para que nosso amor seja força para superarem seus sofrimentos e se revestirem novamente de esperança.
Quantas vezes reclamamos que nos nossos fardos estão pesados e achamos que nossa cruz é a maior de todas? Só pensa assim quem verdadeiramente não se aproximou de Jesus. Quando nos colocamos perto de Jesus nosso fardo fica pequeno. Por isso ele nos convida para nos achegarmos a ele para assim encontrar descanso. Pois às vezes é preciso ver situações piores que a nossa para vermos que nossa dor não é única no mundo. Ele pede que carreguemos um pouco a sua cruz para aprender dele a humildade e mansidão. Ao sentirmos o peso da cruz de Cristo, nossa cruz se tornará pequena. E quem carrega a cruz de Jesus por amor, também oferecerá amor para ajudar seus irmãos a carregarem suas cruzes.

https://www.facebook.com/portala12
https://twitter.com/portal_a12
Contato: contato@a12.com

.: Salmos em sua Essência | Ano A - 14º Domingo do Tempo Comum - Salmo 144


Comentários (0)



Carregando Comentários
0 caracteres