A12

Jovem da Arquidiocese de Curitiba em missão na África

Enviar por e-mail

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

-

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

 

Ela tem apenas 21 anos e já possui em seu coração a certeza de que quer ser missionária. Apaixonada por ajudar o próximo, Samara Taíza partiu no final de 2016 de Curitiba para a Missão Católica Beato Paulo VI, em Quebo, na Guiné Bissau. A missão está sob responsabilidade da Regional Sul 2 da CNBB.

Samara está desde dezembro na África e permanece na missão pelos próximos dois anos, encarando o chamado de ir levar o amor de Deus aos povos ainda não alcançados. ”Eu sempre fui muito ativa na minha comunidade e também na paróquia (Paróquia Nossa Senhora da Luz- CIC), mas mesmo estando envolvida com todas as atividades, eu sentia que estava faltando algo”, diz Samara. A jovem, que é formada em enfermagem, um dia então ouviu o Frei Rivaldo falar sobre uma viagem missionária e sentiu algo diferente… “Quando ouvi ele falar, meu coração ardeu e eu fui conversar com ele. Eu queria ser missionária, mas não sabia como. Eu me entreguei esse desejo a Deus e Ele fez a parte dele”.

Hoje, quando questionada sobre sua decisão, a jovem garante que sua parte foi aceitar o que para ela é uma certeza: “Não fui eu que decidi, foi Deus. Sem Ele eu não estaria aqui”.  A Missão Quebo, como é chamada, está em sua fase inicial e os missionários atuam na evangelização das duas capelas que existem na cidade, bem como na área se saúde e educação, realizando ações que visam a promoção da dignidade humana.

Samara fala que a sua principal motivação é ajudar o próximo: “No Brasil existem muitas pessoas que precisam de ajuda, porém, tem muitas outras que podem ajudar. Eu me coloquei em Deus e ele me trouxe até aqui através da missão da CNBB Sul 2 para a África”. Atualmente, a jovem está em processo de adaptação, conhecendo cidades, missões e os hospitais, mas em breve ela começará a atuar na sua área profissional (enfermagem): “Eu cheguei para trabalhar na dimensão da saúde e estou fazendo uma experiência de dois meses em Gabu, onde existe uma missão católica brasileira de Goiás, a Casa Nova Aliança”, diz a missionária.

 


Comentários (0)



Carregando Comentários
0 caracteres