Por Beatriz Nery Em Notícias

Desafios da Igreja: cuidado da igreja em dignificar o trabalhador

Fernando Marinho
Fernando Marinho

Leia MaisDesafios da igreja: combate ao trabalho escravo pela educaçãoDesafios da Igreja: entenda a raiz do trabalho escravo na sociedadeDesafios da Igreja: entenda o que caracteriza trabalho escravoDesafios da Igreja: Trabalho escravo no Brasil ainda é realidadeA igreja, por meio da comissão da Pastoral da Terra, auxilia 30 famílias de assentamento “Luar do Sertão” em Ananás, no Tocantins, a saírem da situação degradante e de trabalho escravo com novos horizontes voltados ao que sabem fazer de melhor: cuidar da terra.

Ananás, segundo Frei Xavier Plassat, coordenador da campanha nacional da comissão da Pastoral da Terra, tinha as melhores características para este projeto. “Tínhamos reunidas as condições de concentração exacerbada da terra na mão de fazendeiros extremamente ricos que exploravam mão de obra de população submetida a sistema de exploração em regime degradante e às vezes de trabalho escravo”.

Evandro Rodrigues, coordenador da CPT no estado, conta que a ideia era achar uma solução duradoura para que os trabalhadores não se sentissem obrigados a voltar para o trabalho com condições degradantes.

“Iniciamos uma horta comunitária com os trabalhadores e, envolvendo outras famílias que estava em situações de vulnerabilidade, essa horta durante três anos movimentou a cidade e trouxe renda, eles produziam coletivamente e vendiam”.

Para Shirlene da Silva, lavradora e uma das moradoras do assentamento, a conquista das terras foi a melhor coisa que aconteceu. “Pra mim é uma benção porque temos essas terras através da horta. Se não tivéssemos trabalhado com a horta estávamos hoje em casa a Deus dará”.

Ouça a reportagem completa de Talita Galvão com trabalhos técnicos de Marcos Prado:

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Beatriz Nery, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.