Por Beatriz Nery Em Notícias Atualizada em 12 JUN 2018 - 12H24

Papa Francisco e o trabalho infantil: a chaga que sufoca a esperança

Shutterstock
Shutterstock

“As crianças devem poder brincar, estudar, rezar e crescer em suas famílias. Ai de quem as escraviza”, impõe Papa Francisco em 2013, em um dos momentos que condenou o trabalho e a escravidão de crianças e adolescentes. Neste 12 de junho, Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, o Papa pede para sermos “Sal e Luz para os outros, sempre a serviço”.

:: Santuário Nacional faz parceria para a erradicação do Trabalho Infantil

“O sal não dá sabor a si mesmo, sempre a serviço. A luz não ilumina a si mesma, sempre a serviço. No supermercado o sal não é vendido em toneladas, pequenos pacotes são o suficiente. O sal não se orgulha de si mesmo porque não está a serviço de si mesmo, está sempre ali para ajudar os outros, ajudar a preservar, a dar sabor as coisas, é seu simples testemunho”.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Beatriz Nery, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.