Por Beatriz Nery Em Notícias Atualizada em 03 JUL 2018 - 15H35

Vandalismo em escolas de SP causam prejuízo a cofres públicos

Shutterstock
Shutterstock

Escolas do Estado de São Paulo sofrem com o vandalismo todos os anos. Entre 2016 e 2017 cerca de 5 mil escolas estaduais foram depredadas, o que custa em média 100 a 200 milhões de reais aos cofres públicos para reparos. Arrombamentos, furtos de torneiras, cabos de energia elétrica, internet e telefone, subtração de alimentos e tomadas, vidros e vasos sanitários quebrados, esvaziamento de extintores são os principais focos de vandalismo.

De acordo com a pedagoga e coordenadora do programa de pós-graduação em Educação da PUC Campinas, Dora Megid, o vandalismo em escolas fica ainda mais intenso quando não há uma efetiva participação da comunidade e alunos nos prédios. “Quando o aluno é chamado a atenção é para levar bronca. O que deve ser feito é a prevenção, antecipar as coisas”.

Saiba como a Secretaria da Educação quer minimizar estes índices:

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Beatriz Nery, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.