Por Pe. José de Lima Torres, C.Ss.R Em Dúvidas Religiosas Atualizada em 26 SET 2017 - 09H05

Posso comer os doces distribuídos no dia de São Cosme e São Damião?



Não, se você sofrer diabetes. Se não tiver problemas com glicose alta, está liberado para os doces. São Cosme e São Damião, eram irmãos gêmeos. Tornaram-se médicos muito famosos também por sua caridade. Levavam a cura do corpo e da alma, fazendo com que seus pacientes conhecessem Jesus e abandonassem os deuses romanos. Por isso foram perseguidos pelo Imperador Deocleciano que odiava os cristãos. Os gêmeos não negaram a sua fé e foram brutalmente martirizados.

Acontece que no dia 27 de setembro o Candomblé e a Umbanda costumam distribuir doces para as crianças porque os dois santos são considerados orixás protetores dos gêmeos e das crianças. A Igreja católica não tem esse hábito de distribuir doces nessa data e a celebração desses dois santos pelos católicos acontece no dia 26 de setembro. Portanto, quem o faz nessa data, provavelmente seja praticante da religião de origem africana.

Se porventura você comer uma dessas guloseimas, não se preocupe, os doces distribuídos não portam nenhuma "força maligna", como pregam certas seitas que vendem superstições e preconceitos a preços altos mundo a fora. Nossa fé em Jesus Cristo é maior que essas superstições baratas que se vendem em muitos templos em nome de Deus.

A Cruz e ressurreição de Jesus nos libertou das amarras do diabo, o cristão verdadeiro sente-se livre das correntes e influências supersticiosas. Portanto, pode comer doces à vontade, contato que não prejudique sua saúde. E não deixe de pedir a intercessão de São Cosme e São Damião rezando pelas pessoas que confundem fé e superstição.

Sejamos fiéis seguidores de Jesus, preocupados com os enfermos, como fizeram os santos gêmeos Cosme e Damião. E por favor, cuidado com o excesso de açúcar.

22 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Alexandre comentou:

Durante toda a minha infância, peguei doces de Cosme e Damião distribuídos dentro da Igreja de São Vito no Brás, além de várias outras senhoras católicas que os distribuíam, essa relação dos doces com outras religiões e não com a católica parece ser algo recente.

Tássia comentou:

Olha, esta matéria não merece só palmas. Merece o Tocantins inteiro! Ainda mais partindo do maior ícone religioso católico, que é Aparecida. Estão de parabéns!

Catia comentou:

Comi muito doce distribuído no dia de Cosme e Damião. Fui uma criança feliz e hoje não tenho preconceito , mesmo contra essas pessoas que falam dessas " religiões africanas " com tanta impáfia. Como há gente obtusa neste mundo! A propósito do texto, gostei muito. Pena que esses esclarecimentos não sejam suficientes para mudar a cabeça de certas pessoas, que insistem em seguir certas seitas preconceituosas e absurdas.

Giane almeida comentou:

São Cosme e São Damião gozam crianças perseguidas que nunca perderam a fé em Deus, portanto nos seguidores de qual seja a religião devíamos seguir seu exemplo e contar a historia deles as nossas crianças.
Amém, salve a força destes gemeos.

respondeu:

Amém!

Paulo Guina comentou:

São somente doces de promessas, quando você recusa um, você pode estar magoando a pessoa que o está distribuindo, além de que muitas pessoas acham que a religião evangélica proíbe totalmente os doces, o que é mentira! Só basta você rezar um pai-nosso para a guloseima. Então agora não há mais desculpas para não continuar esta tradição, alegre as crianças e repasse esta tradição às próximas gerações!

Luciana comentou:

Sou catolica e nao como doces distribuidos, que na maioria sao oferecidos a entidades antes de serem distribuidos, antes da orientacao muito esclarecedora do diacono da minha Paroquia eu nao via problema e consumia, mas a verdade e libertadora, nao tenho preconceito as religioes afro descendente, mas essa nao e a fe que professo, sou catolica e com isso crista, as religioes afro descendente nao e crista ou seja sua fe nao esta baseada em Cristo.

Lia comentou:

Eu e toda a minha família somos católico praticantes. Meus pais sempre deram doces no dia 27/09 e eu por pedido do meu filho também distribuo. Não temos promessa ou nenhuma outra intenção além de fazer isso em forma de agradecimento aos santos protetores das crianças.É uma farra e a criançada adora. Não vejo nenhum problema nesta prática pelos católicos.

Maria Luiza Ribeiro da Silva comentou:

Amei o esclarecimento simples e objetivo.
Obrigada!

Leonnardo comentou:

Muito modernista o autor do texto.
"Acontece que no dia 27 de setembro o Candomblé e a Umbanda costumam distribuir doces para as crianças porque os dois santos são considerados orixás protetores dos gêmeos e das crianças."Lembrando o autor que estes são deuses pagãos... “Nós curamos as doenças, em nome de Jesus Cristo e pelo Seu poder!” Diante da insistência, quanto à adoração aos deuses, responderam: “Teus deuses não têm poder algum, nós adoramos o Criador do céu e da terra!” São Cosme e Damião

Rejane Souza Paiva de Pino comentou:

Gostei demais do esclarecimento,Muitos têm medo mas não deveriam pois essas outras religiões também pregam e querem o bem. Não devemos ser preconceituosos.
Um lindo e abençoado dia para todos .

Márcia Cibillo comentou:

Ótimo esclarecimento. A superstição é um mal que escraviza as pessoas.

Eduardo Carvalho de Abreu comentou:

Parabéns Padre que matéria linda sou umbandista e apaixonado pelo Santuário e pelo trabalho de vcs. Parabéns

Patriia comentou:

Parabéns pelas palavras !!! Belo exemplo de como um verdadeiro cristão deve agir, ou seja, sem preconceito, respeitando a crença alheia e principalmente tendo no coração a certeza do bem e que nenhuma superstição atinge aquele que segue à Cristo !

VALDIR comentou:

A PALAVRA DE DEUS diz para nao comermos alimentos consagrado a idolos cosme e damiao e um idolo da umbanda se diz protetor das criança mais o unico que proteje o ser humano e Jesus Cristo o filho unigenito de Deus

ANTÔNIO IERÁRDI NETO comentou:

"SUPERSTIÇÕES BARATAS"...Porque desfazer a esperança das pessoas quando não há nada que nessas ações se possa restringir pelo mal...Sou católico e desde muito nunca concordei com o comportamento de católicos, até padres, que não reconhecem o bem em outros credos.....e ainda os ridicularizam....Vamos refletir melhor, católicos!!!!!??????

Bruno comentou:

Nada contra as pessoas, mas eu não como doce dado por um membro dessas religiões africanas, nem que me paguem!

Maria comentou:

Ótima reportagem....não devemos acreditar em supersticões, acreditamos em Cristo Jesus que nos amo e nos salva.

mi comentou:

Eu tbm não .! Deus me livre :)

Célia Regina de Moura Brasil comentou:

Adorei saber disso. Porque tenho uma vizinha muito boa, que sempre fez festa para as crianças, fechando a rua para distribuir doces e balas, e me presenteava também, agradecia muito respeitosamente, mas ficava na dúvida se poderia comer ou não. Mas, não vou mentir, eu comia sim.

Paulo Henrique Lima comentou:

Balas e doces qualquer um pode dar a qualquer pessoa e quando quiser. Agora, o exemplo de Cosme e Damião é seguir a Cristo e acreditar na Ressurreição. Se for preciso negar umas "balinhas " que me falam que Cristo está errado, então não aceitarei e não darei ao meu filho que está aprendendo na catequese a respeitar a todos, mas não a negar a sua fé. Aliás, temos 365 dias para, se quisermos, comprar guloseimas (com moderação).

Paulo Henrique Lima comentou:

É mais fácil gastar tempo explicando a diferença de espiritismo e cristianismo. Acredito que aí se cria o respeito pela diferença e a liberdade de escolha religiosa. A falta de respeito está em não se distinguir uma coisa da outra, em achar que tudo é igual.

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. José de Lima Torres, C.Ss.R, em Dúvidas Religiosas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.