Por Marília Ribeiro Em Igreja

Campanha da Fraternidade 2017 tem o desafio de despertar a consciência coletiva

Ampliando e motivando uma tomada de conscientização sobre as ações direcionadas ao meio ambiente, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) traz a reflexão sobre os biomas brasileiros (Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pampa e Pantanal) na Campanha da Fraternidade desse ano.

biomas brasileiros

Com o tema ‘Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida’ e o lema 'Cultivar e guardar a criação' a Campanha de 2017, sublinha a urgência do despertar de cada pessoa, para uma consciência ambiental e uma conversão pessoal e comunitária.

::Hino da Campanha da Fraternidade 2017::

 

"...as pessoas contemplem o meio ambiente de uma forma mais cristã".

“O grande desafio da Campanha da Fraternidade 2017, como em todos os anos, é a formação da consciência de modo que as pessoas contemplem o meio ambiente de uma forma mais cristã”, enfatiza o assessor da Campanha da Fraternidade da sub-região pastoral de Aparecida (SP), padre Leandro Alves de Souza.

O sacerdote cita o livro de Génesis que fala da criação do mundo, dando o exemplo do limite colocado por Deus ao proibir o homem de comer o fruto da árvore, explicando que "o ser humano não é capaz de perceber se as suas ações são boas ou ruins, precisando de fato da luz de Deus".

Como base nisso, a Igreja vê a necessidade de refletir cada vez mais a importância do pensamento coletivo, de uma responsabilidade assumida verdadeiramente com respeito ao próximo e à natureza, como princípios de um bom cristão.

::Oração do Meio Ambiente::

“Um outro grande desafio é esse individualismos acentuado que a gente vive. Vimos há alguns anos essa a crise hídrica enfrentada no estado de São Paulo. E ficou claro que muitas pessoas só tomavam consciência do problema se abrissem a torneira e não caísse um pingo d’água. A gente continuou vendo o desperdício, atitudes totalmente irresponsáveis. Então na verdade o grande desafio nosso é despertar essa consciência coletiva”, expressou padre Leandro.Texto Base Campanha da Fraternidade

Para contribuir na formação das pessoas e incentivar ações que favoreçam o meio ambiente e as gerações futuras, a CNBB preparou uma série de atividades como via-sacra, círculo bíblico, temas para reflexões em família e celebração penitencial. Padre Leandro aponta que essas reflexões são urgentes e necessárias e deixa uma pergunta, que em sua opinião, deveria nortear as atitudes de cada pessoa:

“Qual o mundo ou qual o meio ambiente entregaremos para os filhos, para os netos, para as gerações futuras?”

 

“Até quando o ser humano vai tratar a natureza simplesmente com objeto de lucro...?

Padre Leandro levanta um questionamento preocupante: “Até quando o ser humano vai tratar a natureza simplesmente com objeto de lucro, manipulando-a cada vez mais, sem pensar nas consequências futuras?”.

::Texto-base da CF 2017 aponta ações para o cuidado e cultivo da Casa Comum::

Ele destaca alguns gestos concretos que podem motivar a política pública a criar ações que promovam um meio ambiente sustentável como incentivar projetos de lei que proíbam, por exemplo, o uso de agrotóxicos, cobrar dos políticos atenção aos malefícios que as queimadas e a poluição urbana provocam e incentivar a participação dos leigos e leigas nos conselhos paritários, como o Conselho Municipal do Meio Ambiente.

O assessor da Campanha da Fraternidade sugere que durante a Quaresma, que se que inicia na Quarta-feira de Cinzas (1 de março), os cristãos busquem viver a experiência de uma espiritualidade franciscana, de modo que se torne uma atitude comum e concreta para a vida.

“São Francisco, o grande defensor do meio ambiente, nos ensina com a sua vida e com seus escritos que a natureza não pode ser manipulada muito menos tratada como objeto de lucro, pelo contrário, a natureza é a nossa irmã, o bioma faz parte do nosso relacionamento fraterno”, concluiu padre Leandro.

8 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
CLAUDIA BRASIL comentou:

É oportuna e urgente essa campanha em prol dos biomas brasileiros e, em defesa da vida. Precisamos despertar a consciência individual para o bem coletivo.
Sou professora de Ensino Religioso e gostaria de obter material para trabalhar a Campanha, como projeto interdisciplinar, com minhas turmas de Ensino Médio. Onde posso conseguir?

respondeu:

http://www.a12.com/noticias/detalhes/material-gratuito-escolas-podem-trabalhar-tema-da-campanha-da-fraternidade-com-alunos

Fatima Araújo comentou:

Há vários anos a Igreja traz como tema da Campanha da Fraternidade as questões ambientais, a ecologia, mesmo assim não se percebe grandes mudanças de atitudes por partes dos seres humanos. Isso demonstra que a conscientização não é algo que se implanta diretamente nas pessoas, mas que demanda muito tempo para mudanças de atitudes. Portanto é necessário a persistência em disseminar essa ideia em todos os setores e ambientes. È tempo de respirarmos (inspiração e expiração) fraternidade.

Márcia Laís comentou:

Acho que o tema da CF deste ano é um momento ímpar para se aprofundar a questão do "modelo de espiritualidade" que estamos tentando exercitar dentro de nosso projeto pastoral. A espiritualidade franciscana tem muito a nos falar da proximidade com Deus e a responsabilidade que precisamos ter com toda a sua criação.

jose gomes dos santos comentou:

oi querida mao aparcide eu ti amo.querida ...

Altino Gomes Da Costa comentou:

esta matéria é importantíssima temos sim que cuidar do meio ambiente e da natureza, pois sem os mesmos não somos nada.e me chamou muito a atenção quando diz que são francisco é defensor do meio ambiente, pois nasci em bom jesus da lapa estado da bahia por onde passa um dos rios mais lindos do mundo e infelizmente o ser humano principalmente fazendeiros e poderosos do dinheiro praticamente mataram esse rio. que tristeza.

Tereza Lopes Geidelis comentou:

Para eu entender bem: O que é bioma brasileiro? Preciso passar para minha equipe

Geci alves Ilha comentou:

Gostaria ter o material pois quero passar par o meu grupo eas crianças do Centro Social Madre Francisca

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Marília Ribeiro, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.