Por Redação A12 Em Igreja

Celebrações pela Vida e Santidade de Ir. Benigna acontecem em Minas Gerais

Ir. Benigna_Crédito: Amaiben

Foto: Amaiben

Homenagens e celebrações em ação de graças pela vida e santidade da religiosa Ir. Benigna estão sendo realizadas em várias localidades do Estado de Minas Gerais.

De acordo com a Equipe de Comunicação da Associação dos Amigos da Irmã Benigna (Amaiben), é um projeto muito positivo e está nas cidades de Belo Horizonte, Lavras, Contagem, Diamantina e Ijaci, pois, a cada celebração, muitos têm a chance de conhecer a devoção e são tocados, interiormente, pelo exemplo de vida da Irmã Benigna.

As Missas tiveram início em 2016 e o último ano tem sido considerado como “Ano da Irmã Benigna”, pois ela nasceu no dia 16 de agosto de 1907 e faleceu no dia 16 outubro de 1981, por isso as homenagens acontecem sempre no dia 16 de cada mês. Quando o dia 16 é um dia da semana, a realização acontece em Belo Horizonte e quando o dia 16 é sábado ou domingo, é realizada no interior, nas cidades onde Irmã Benigna prestou serviços.

Devido às transformações que as Missas trouxeram para as pessoas, a Amaiben e a Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade (Ciansp) resolveram dar prosseguimento às mesmas neste ano de 2017.

 O legado da Irmã Benigna

A religiosa sempre se destacava pela forma de agir e de sempre identificar e valorizar Deus em todos os que cruzavam o seu caminho, ajudando-os também a fazerem o mesmo. Reconhecia Deus no próprio coração, na vida, nas alegrias, nas dores, nos sofrimentos, no próximo e nas perseguições.

Possuidora de uma fé inabalável e plena confiança na providência divina, era uma grande devota de Nossa Senhora e tudo fazia pedindo a Sua proteção e auxilio. Ela não media esforços para ir ao encontro das pessoas que estavam em sofrimento e em grande aflição. Irmã Benigna acolhia a todos a qualquer hora que fosse e aonde as pessoas precisavam das suas orações. Assim, rezava com pessoas nos leitos de hospital, nas casas, com as crianças, jovens, adultos, pessoas com todo o tipo de problema ou aflição. Não fazia acepção de pessoas. Era procurada por pessoas de todas as classes sociais e a todos acolhia com amor, escutava e aconselhava, aliviando suas aflições e consolando os corações. Sua vida foi marcada por seus gestos de amor e misericórdia para com todos.  Seus dons eram extraordinários e já em vida era reconhecida por sua santidade. 

 Veja mais informações e programação completa das celebrações em: http://www.irmabenigna.org.br/

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.