Por Pe. José Luis Queimado, C.Ss.R. Em Igreja

Conhecendo os Evangelhos: Cuidado com os falsos pastores

Jo 10, 1-10

Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador. Aquele, porém, que entra pela porta é o pastor das ovelhas. A este o porteiro abre, e as ovelhas ouvem a sua voz, e chama pelo nome às suas ovelhas, e as traz para fora. E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas de modo nenhum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos. Jesus disse-lhes esta parábola; mas eles não entenderam o que era que lhes dizia. Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo que eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.

Shutterstock
Shutterstock

Andando pelo Pórtico de Salomão, um grande pátio no Templo, Jesus podia ensinar a muitas pessoas que por lá passavam, principalmente aos judeus. E, como podemos ver, há, em diversas ocasiões, um embate entre Jesus e os fariseus, que sistematicamente o questionam pelos seus atos.

É muito rico se nós imaginarmos Jesus, em algum cantinho do Templo, reunido com um grupo de pessoas interessado em ouvi-lo. Muitas das palavras dele são duras para alguns, mas bastante confortadoras e encorajadoras para tantos outros. Vendo, provavelmente, muitos judeus levarem as suas ovelhas para o Altar do Sacrifício, onde ficavam os sacerdotes do templo, Jesus recorre a essa imagem para dar maior compreensão aos seus ouvintes.

Jesus explica que ele é um pastor de coração manso, que amará as suas ovelhas até as últimas consequências, mas também as corrigirá, quando houver necessidade. Ele sabe que muitos mestres em Israel não dão testemunho de uma fé madura e consciente; sabe, também, que muitos se aproveitam da religião para dominar e ter um lugar privilegiado na sociedade. Aproveitam-se das honrarias e dos aplausos humanos que são os principais alimentos da soberba e da vaidade. Por isso, o eco de suas palavras ressoa nos ouvidos daquela época e também nos da nossa: (Eu sou o pastor) que vem para dar a vida, e para que essa vida vocês a tenham em plenitude! (Cf. Jo 10, 10-11)

Leia MaisConhecendo os Evangelhos: Converter o coração aos poucosConhecendo os Evangelhos: Abandonar a velha vida de pecadosConhecendo os Evangelhos: Jesus e o centurião romano Conhecendo os Evangelhos: Jesus e sua família Conhecendo os Evangelhos: Acolher o diferente! Conhecendo os Evangelhos: Início do Sermão da MontanhaConhecendo os Evangelhos: A messe é grande!Conhecendo os Evangelhos: Pérolas aos porcos!Os ladrões e salteadores existiam naquela época, mas, hoje, vemos que eles agem com maior descaramento. As nossas religiões ou igrejas católica, protestante, evangélica, ortodoxa, islâmica, judaica etc. veem uma crescente força de maus elementos que se infiltram em suas estruturas para roubar, para reprimir, para desunir, para torturar, para se aproveitar dos pequenos e para matar. Tenhamos cuidados com esses falsos pastores que incentivam a guerra, o preconceito, a hipocrisia, a desobediência e a morte, pois eles são salteadores que não entram pela porta, mas que se infiltram por outros lugares.

Ouçamos a voz do nosso único e justo Pastor, que não abandona nenhuma de suas ovelhas e que não incita a violência entre elas, ainda que elas estejam em redis diferentes. Que o dia de hoje seja abençoado por nossas boas obras, por nossas orações e por nosso amor pela verdade que encontramos no seguimento de Jesus, aquele que nos enche de vida em abundância! Todos nós, ovelhas que aprenderam os melhores

ensinamentos de Jesus, reconhecemos a sua voz, por isso, jamais deixemos nos enganar por milhares de outras vozes que querem tirar a vida que o nosso Bom Pastor nos deu!


Escrito por
Pe. José Luis Queimado, C.Ss.R. (Arquivo Santuário Nacional)
Pe. José Luis Queimado, C.Ss.R.

Redentorista, formado em Filosofia e Teologia. Pesquisador das Sagradas Escrituras e História. Acumulou experiência nas Missões Populares e no Santuário Nacional de Aparecida.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.