Por Redação A12 Em Igreja Atualizada em 26 OUT 2018 - 16H00

Fotógrafa registra romeiros a pé até o Santuário de Aparecida

As imagens representam um olhar sobre a devoção e os esforços dos romeiros em peregrinação ao Santuário Nacional.

Aparecida (SP) é o destino escolhido por milhares de peregrinos em busca de conforto espiritual. No mês de outubro, as peregrinações com destino ao Santuário Nacional de Aparecida se intensificam devido às comemorações da Festa da Padroeira.

A devoção e os esforços de romeiros a pé até Aparecida foram registrados pelo olhar da fotógrafa Luciane Valdivia. No feriado da Padroeira, 12 de outubro, a fotógrafa juntou-se a amigos e veio até o Santuário Nacional. Luciane ficou dando suporte ao grupo no carro de apoio e registrou todos os momentos de caminhada do amigo Gabriel.

:: Romeiros compartilham histórias ao chegar em Aparecida

Ao todo, foram 36 horas de caminhada da cidade de Santa Isabel até o santuário. Luciane contou que o que parecia uma viagem solitária, logo foi se tornando algo maior.

“Ainda no escuro, vários ciclistas despontavam na rodovia. Cada um no seu ritmo e entre tantos caminhos, muitas vidas se encontraram em direção a um só norte, a Casa da Mãe. Caminhões passavam e deixavam como incentivo uma buzina”, afirmou.

Em cada foto, Luciane traz os detalhes da caminhada e o sentimento vivido aos percorrer os 120 km até Aparecida;

"Observei um romeiro vindo ao longe carregando uma cruz, uma imagem linda. Cliquei. Este é o encanto da fotografia: eternizar o momento":

Luciane Valdivia
Luciane Valdivia

"Vi uma senhora negra com um semblante bem sereno, acompanhada do seu cajado, nele tinha um terço":

Luciane Valdivia
Luciane Valdivia

"O companheiro inseparável de cada um é o cajado, o único objeto que, durante o trajeto, dividiu o peso do cansaço e que deu o suporte necessário até o seu destino final":

Luciane Valdivia
Luciane Valdivia


"A solidariedade é vista ao longo de todo o caminho. Já em São José dos Campos, um grupo de jovens estava dando água, comida e carinho para quem por ali passava. Vi meu amigo Gabriel chorar devido aos pés ardendo pelas bolhas. Ai apareceu o Álvaro, um dos jovens da tenda. Ele pegou sua bicicleta e foi até a sua casa, trouxe um par de chinelos e deu de presente para o Gabriel. E juntos, fizeram uma oração. Foi emocionante":


Luciane Valdivia
Luciane Valdivia

A fotógrafa completa que devoção não tem idade, não tem religião, não tem preconceito. Os irmãos caminham lado a lado, pois a família humana se encontrava ali.
“Rostos cansados, corpos exaustos e uma fé inabalável. Os peregrinos abrem mão de qualquer conforto para postar seu corpo, mente e espírito em oração. Cada um carrega dentro de si um pedido, uma intenção ou um agradecimento, com um só propósito: caminhar até Aparecida”, acrescentou.

"Foi para lavar a alma! Já era sábado, entramos no Santuário e ganhamos de presente um lindo arco-íris":

Luciane Valdivia
Luciane Valdivia

“Chegar até o Santuário não foi uma tarefa fácil, mas estar diante do nicho e trocar olhares com a imagem de Nossa Senhora Aparecida é reconfortante, e fico sem palavras para descrever. Vou carregar comigo ainda mais a admiração por esses peregrinos e devotos que por aqui passam. Pude observar e contribuir com o meu olhar, eu fui testemunha disso e que experiência fantástica”, concluiu a fotógrafa.

 Luciane registrou ainda outros momentos e romeiros que juntaram aos milhares de peregrinos que caminham até o Santuário Nacional:

3 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.