Por Redação A12 Em Evangelhos Atualizada em 10 NOV 2017 - 08H28

Evangelho em Libras | 32º Domingo do Tempo Comum – Ano A


Reflexão: Pe. Marcelo Magalhães - C.Ss.R
Intérprete: Kiara Maria Socuta Quintanilha

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos esta parábola: “o reino dos céus é como a história das dez jovens que pegaram suas lâmpadas de óleo e saíram ao encontro do noivo. 
Cinco delas eram imprevidentes, e as outras cinco eram previdentes. 
As imprevidentes pegaram as suas lâmpadas, mas não levaram óleo consigo. As previdentes, porém, levaram vasilhas com óleo junto com as lâmpadas. 
O noivo estava demorando, e todas elas acabaram cochilando e dormindo. No meio da noite, ouviu-se um grito: ‘o noivo está chegando. Ide ao seu encontro!’ então as dez jovens se levantaram e prepararam as lâmpadas. 
As imprevidentes disseram às previdentes: ‘dai-nos um pouco de óleo, porque nossas lâmpadas estão se apagando’. As previdentes responderam: ‘de modo nenhum, porque o óleo pode ser insuficiente para nós e para vós. É melhor irdes comprar dos vendedores’. 
Enquanto elas foram comprar óleo, o noivo chegou, e as que estavam preparadas entraram com ele para a festa de casamento. E a porta se fechou.
Por fim, chegaram também as outras jovens e disseram: ‘Senhor! Senhor! Abre-nos a porta!’ ele, porém, respondeu: ‘em verdade eu vos digo: não vos conheço!’ portanto, ficai vigiando, pois não sabeis qual será o dia nem a hora”. 

— Palavra da Salvação. 
— Glória a vós, Senhor!

Reflexão
Vigilância é o tema presente no evangelho deste domingo. Estar com o coração preparado para o encontro com o senhor, para assim, podermos entrar para a festa do amor, a festa da vida.
A vida é comparada a um processo, a uma passagem, um tempo de preparação que deve ser vivido com prudência e sabedoria. A sabedoria consiste em ter atitudes prudentes, buscando fazer escolhas acertadas e ter procedimentos corretos. Quem assim agir, participará da grande festa, o banquete no reino de Deus.
Por isso, o evangelho quer nos mostrar que devemos nos preparar sempre, nos empenhar através de práticas de amor e verdade, tendo como base do combustível que mantém as lâmpadas acesas as nossas ações de justiça. É a justiça que nos capacita para entrar no reino dos céus, neste evangelho, comparado a uma festa de casamento, na qual o noivo, Jesus, nos receberá com alegria. Assim sendo, o óleo que mantêm acesas as chamas da lâmpada das nossas ações é a justiça. Quem não vive na justiça terá suas ações vazias, como lâmpadas apagadas que não são capazes de iluminar a vida. Os que vivem iluminados pela prática da justiça, estarão preparados para o encontro final com Jesus e para entrar na festa da vida. E também sem a vivência da justiça não seremos reconhecidos por Deus.
De nada adianta termos feito muitas práticas religiosas apenas de aparências, se nosso proceder foi injusto e prejudicou o irmão. Caminhemos então na verdade da justiça e do amor e estaremos preparados para o encontro com o senhor.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.