Por Pe. Domingos Sávio da Silva C.Ss.R Em Liturgia

Feliz Advento a você!

Chama-me a atenção que normalmente nós não nos desejamos Feliz Advento! Mas tão somente Feliz Natal! E me pus a pensar : trata-se de algo banal, sem nenhuma importância ou sentido? Mas, alongando a reflexão e voltando os olhos para aquilo a que tantas vezes nós reduzimos a Festa de Natal, a meras formalidades de um presente aqui, a um especial requinte nas refeições ali, a pré-fabricadas saudações de felicidade..., pensando em tudo isso, concluo que não nos desejarmos um Feliz Advento não é algo tão banal.

Advento

Na versão evangélica de São Marcos, a primeira atitude de Jesus, sintetizada nas suas primeiras palavras, ao inaugurar a implantação do reino de Deus no coração da humanidade, foi proclamar: “completou-se o tempo e o reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede na Boa Nova!” (Mc 1,15). As primeiras palavras de Jesus contendo esse apelo de conversão! O mestre a nos dizer que sem conversão prévia, é impossível que a vida divina (Reino de Deus) se implante no coração humano. É algo tão novo que, qual vinho novo só pode ser acolhido em odres novos, em corações que percam a sua velhice!

Sim, de fato preparamos o coração para este vinho novo que é Jesus? Vivemos o Advento que é esse indispensável tempo de preparação? Tem lugar em nossas vidas a figura de João Batista enquanto o percursor do Messias com sua inconfundível mensagem: “preparai os caminhos do senhor!”?

Esse seu apelo são meras palavras ou são de fato as condições indispensáveis para que Messias, encontrando porta aberta, realize o seu natal hoje em nossos corações, em nossa história que não são os corações, a história de dois milênios atrás?

O que seria o natal: uma festa que acontece por si mesma, ao toque mágico do suceder de dias de um calendário que me levaria inexoravelmente, após o dia 24 de dezembro, ao tão esperado natal? Ou uma festa para a qual eu preciso preparar o palco, o presépio, o meu coração?

Querido irmão ou irmã, um feliz, Fecundo Advento a você, a mim, a todos nós!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Domingos Sávio da Silva C.Ss.R, em Liturgia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.