Por Redentoristas Em Notícias Atualizada em 04 MAI 2018 - 21H52

Assembleia em Curitiba celebra a fraternidade e a disponibilidade para a missão

Sob o lema capitular de ser “Testemunhas do Redentor: solidários para a missão em um mundo ferido” reuniram-se em Curitiba (PR) de 30 de abril a 4 de maio, os missionários redentoristas de três unidades brasileiras (Províncias de Campo Grande, Porto Alegre e São Paulo). Esses dias foram excepcionais para uma reflexão e absorção das decisões do Capítulo Geral da Congregação de 2016. Guiados pelo Governo Geral representados pelo padre Rogério Gomes, Conselheiro Geral e pelo padre Marcelo Araújo, coordenador da Conferência da Congregação na América Latina e Caribe.

Leia MaisVisita do Superior Geral motiva jovens seminaristasPartilha, fraternidade e o futuro da missão redentoristaRedentoristas abrem Assembleia Extraordinária em AparecidaO tema principal desse encontro foi justamente compreender e receber o processo de reestruturação de toda a congregação e como ela vai continuar dentro de nossa realidade enquanto unidade redentorista e conferência. Muito mais do que uma exposição de temas a serem trabalhados, fomos chamados, como congregados a participar desse processo começando em primeiro lugar por nós mesmos e por nossas comunidades locais. Enfocando a vida comunitária como fonte e princípio da vida apostólica. Além de tratar de temas muito caros e fundamentais a toda missão redentorista, por exemplo: a formação (inicial e permanente), liderança missionária, as prioridades de nossa missão enquanto conferência, unidade e comunidade.

Foi nos levado a entender e abraçar a missão que Cristo nos deixou, como consagrados a Ele, dentro de um contexto de um mundo ferido e machucado em tantas dimensões. Tratando desde as nossas fragilidades até alcançarmos aqueles que precisam de nossa atenção e cuidado. Optando em preferência, ao estilo afonsiano, pelos abandonados e pobres, aqueles que estão a margem da sociedade, tanto materialmente quanto existencialmente.

Esse novo chamado é acolhido, como um sopro do Espírito de Deus. As mudanças são exigentes e as decisões devem ser colocadas em práticas ainda, contudo vê-se que através desse caminho estreito estaremos de fato sendo "testemunhas do Redentor" em um mundo necessitado de cuidados.

Enfim, durante esses quatro dias convivemos e sentimos a fraternidade de nossos irmãos de outras unidades fortalecendo laços; além de olhar para esse processo de reestruturação com esperança e confiança. Sabendo que o sucesso dessa nova etapa da Congregação do Santíssimo Redentor depende muito do esforço, dedicação e oração de cada um de nós redentoristas e de cada comunidade apostólica. Para que sejamos de fato e com firmeza solidários a missão em um mundo ferido.

Ir. Fernando Batista Cordeiro, C.Ss.R.
Província de Campo Grande (MS)

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.