Por Ir. Marco Lucas, C.Ss.R Em Notícias Atualizada em 09 NOV 2018 - 09H08

Redentoristas: homens da esperança

Thiago Leon
Thiago Leon


A todo instante estamos presenciando momentos e atitudes que nos deixam desestabilizados, amedrontados e até sem esperança. Não é fácil, e torna-se mesmo escandaloso não compactuar com ideias que são empregadas como se fossem garantidoras de dignidade. Este é um tempo que provoca a Igreja a sair das sacristias existenciais e geográficas para ir ao encontro dos mais empobrecidos, a fim de garantir-lhes voz em meio a tantos ruídos pífios.

Nós, Missionários Redentoristas, somos impelidos a vestir a camisa da esperança em favor dos mais frágeis, aqueles que foram denominados pelo 25º Capítulo Geral da Congregação do Santíssimo Redentor como “feridos da sociedade”, dando respostas concretas, que acalentam e que descortinam a cegueira da desesperança, concedendo uma visão límpida aos nossos destinatários, que são os parceiros da missão.

:: Saiba quanto Missionários Redentoristas existem no mundo hoje

É isso que consta em nossa Constituição nº 20: “Os Redentoristas são fortes na Fé, alegres na esperança, fervorosos na caridade, inflamados no zelo, humildes e sempre dados à oração (...) seguindo contentes a Cristo Salvador, participam de seu mistério e anunciam-no com evangélica simplicidade de vida e de linguagem, pela abnegação de si mesmos, pela disponibilidade constante para as coisas mais difíceis, a fim de levar aos homens a Copiosa Redenção”.

A esperança que nós Redentoristas devemos estar imbuídos não é uma esperança de espera, mas de transformação, que concede vida em meio à morte que assombra.

Mais do que nunca, as pessoas estão desanimadas, exaustas, cansadas de tanta espera. Outrora disse Paulo Freire: “Quem espera na pura espera, vive um tempo de espera vã”. Assim, não devemos nos omitir; temos de nos lançar em favor daqueles aos quais fomos chamados a servir: os mais pobres e abandonados, segundo o projeto de nosso Pai Fundador Afonso de Ligório, a fim de não deixar os nossos abandonados e desprezados.

:: 10 curiosidades sobre a vida de Santo Afonso de Ligório

Que todos sejamos repletos de esperança e que ela nos ajude a ter motivos concretos e impulsionadores, para podermos comprovar, um dia, que a palavra de Jesus Cristo foi posta em prática, transformando-se em vida: "Eu vim para que todos tenham vida, e a tenham em abundância" (João 10,10).


Escrito por
Ir. Marco Lucas, C.Ss.R (Arquivo Redentorista)
Ir. Marco Lucas, C.Ss.R

Mineiro de Extrema. Em 2016 realizou o seu ano de noviciado em Tietê (SP) é bacharel em Administração e no momento integra a Comunidade do Alfonsianum, localizada no Bosque da Saúde, em São Paulo. Estuda teologia no ITESP e compõe a Comissão Redentorista da Juventude, acompanhando mais de perto os trabalhos da JUMIRE, Juventude Missionária Redentorista.

6 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.