Por Redação A12. Em Redentoristas

Com as ondas curtas, Rádio RB2 transmite para todo o Brasil e países de outros continentes

A primeira rádio do estado do Paraná recebe correspondências
de outros estados e países como Japão, Estados Unidos e Rússia.
 

RB2 - RÁDIOSe só a responsabilidade de transmitir alegria, informação, mensagens de fé e emoções para os moradores de Curitiba e região metropolitana já é grande, ela é infinitamente maior quando se fala nas proporções que a RB2 atinge - e aqui cabe a tradução literal de “infinitamente”, segundo o Dicionário Aurélio: Num grau muito elevado.

Isso porque a primeira rádio criada no estado do Paraná, não conquista apenas os ouvintes de Ondas Médias, que se encaixam entre as frequências de 535 kHz e 1650 kHz, estando a RB2 representada pelos 1430 kHz. Ouvintes de rádio de todo o país – e até mesmo os de fora dos limites geográficos brasileiros – estão sintonizando a rádio pelas ondas curtas. A antiga B2 disponibiliza os 49 metros (6.040 kHz), os 31 metros (9.725 kHz) e os 25 metros (11.935 kHz), que permitem que a programação chegue aos ouvidos de pessoas de variadas crenças, culturas, línguas e linguagens.

Prova disso são as correspondências físicas, virtuais e via celular que tem chegado à emissora. São contatos feitos de cidades de todos os estados brasileiros, sem deixar de citar o Distrito Federal. E, como as ondas curtas ultrapassam – e muito - o limite nacional, há ouvintes de países como Japão, dos Estados Unidos, Rússia, Uruguai e Chile que fazem questão de contar que a RB2 é facilmente ouvida por lá. 

Ondas Curtas

Mas, afinal de contas, o que são as chamadas Ondas Curtas? Assim como a Amplitude Modulada (AM) e a Frequência Modulada (FM), as Ondas Curtas são faixas de radiodifusão, mas utilizadas para emissões a longa distância. Chamadas de HF, sigla para o termo inglês High Frequency, são aquelas ondas que operam no espectro de frequência dos 3.000 kHz a 30.000kHz. Trata-se, portanto, da alta frequência.

A origem do termo “Ondas Curtas” se deu quando foi constatado que o comprimento dessas ondas eram menores do que as outras, chamadas de longas ou médias. Devido ao seu comprimento, as Ondas Curtas podem se propagar a grandes distâncias, sendo aplicadas, além do rádio, para a efetiva comunicação com aviões e embarcações, por exemplo.

Como está diretamente ligada com o ambiente, já que é a camada da atmosfera chamada de ionosfera que conduz as ondas do rádio, a hora do dia, a estação do ano e a atividade solar influenciam na sintonia de emissoras em Ondas Curtas. Assim, é comum que à noite consigamos sintonizar emissoras de diversos países.

E é isso que tem ocorrido com a RB2. O Japão, por exemplo, cujo fuso horário é contrário ao do Brasil, tem sido um dos países que se comunica com a emissora através de cartas e e-mails. Como lá já é de noite enquanto aqui o sol ainda brilha, eles facilmente acompanham a programação diária da RB2. 

Dexistas

A essas pessoas cujo hobby é ouvir emissoras de variados países através das ondas curtas é atribuído o nome de “dexistas”. Eles constantemente se correspondem com as emissoras em questão, falando sobre a qualidade do sinal e a programação.

Mas, além da própria diversão, os “dexistas” tem um objetivo bem mais específico: mostrar à própria emissora e a outras pessoas a importância de que as ondas curtas sejam mantidas pelas emissoras. 

Uma rádio na contramão das previsões

rb2_logoAo existir para proporcionar alegria, sentimentos, informação e estabelecer comunicações, o rádio viu caírem por terra as muitas de teorias que afirmavam que seu fim estava próximo – e olha que eles vem sendo criados desde que a televisão ganhou espaço!

O que ocorre é que, quem ouve o rádio, não necessariamente deixa de assistir programas televisivos, muito menos deixa jornais e revistas passarem despercebidos. Até a internet é usada por muitos ouvintes. As rádios online, inclusive, vêm ganhando bastante espaço. Mas o rádio provou que cada meio de comunicação tem seus encantos, sendo o deste veículo o mais forte deles: a paixão. Isso porque quem escuta o rádio, torna-se fiel às programações, porque, diferente do que encontra na TV, na internet e nos meios impressos, vê nele um amigo, um companheiro fiel.

Além disso, não há, até os dias de hoje, quem supere o rádio em quesitos como o encantamento, a surpresa e a imaginação. As transmissões de futebol são um bom exemplo. Quem é que nunca se deparou, em estádios de futebol, com espectadores que, ao mesmo tempo em que veem o jogo, seguram o rádio no ouvido? É que, com este aparelho criado pelo padre gaúcho Roberto Landell de Moura em 1900, as transmissões não são frias. Ao contrário disso, elas são feitas com amor, com atenção, de forma a alcançar o íntimo de cada um dos milhões de ouvintes.

A agilidade é outro ponto que merece destaque. Enquanto que para publicar uma notícia de primeira mão no impresso ou na internet é preciso que alguém dedique um tempo escrevendo, no rádio basta que os microfones sejam abertos. A TV sai perdendo também porque se joga fora mais tempo posicionando a câmera e editando, por exemplo.

Transmissor de Ondas Médias

O rádio ainda está de pé e quem se dá a chance de ouvir, confere a informação e o entretenimento com muito mais qualidade apenas apertando um botão. É certo que o padre Landell, ao inventar o rádio, sabia que se tratava de um aparelho promissor, mas com certeza ele nem desconfiava que sua criação tomasse tais proporções. Se ele estivesse vivo, aliás, se orgulharia de o rádio estar vivendo até hoje – e prometendo perdurar por muitos e muitos anos. 

Os três prefixos da RB2 das ondas curtas:

ZYE 725 6.040 KHZ – Onda de 49 metros: Alcançando estados como São Paulo e Rio de Janeiro
ZYE 725 9.725 KHZ – Onda de 31 metros: Alcançando estados mais distantes do Paraná, como Minas Gerais e Goiás
ZYE 725 11. 935 KHZ – Onda de 25 metros: Alcança outros países. 

Dayane Wolf
Jornalismo da RB2

9 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12., em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.