Por Pe. José Torres, CSsR, e Thamara Gomes Em Vocacional

Por que o missionário não tem lugar fixo?

Muitos jovens têm dúvidas sobre a vocação redentorista e sobre a vida religiosa. Através do email, recebemos a seguinte pergunta: Por que o missionário não tem lugar fixo? De tempo em tempo troca de comunidade.

Entendemos que esta pode ser também a dúvida de tantos outros vocacionados. Por isso, convidamos o Pe. José Torres para explicar essa questão e ajudar você a compreender melhor o sentido da vida missionária. Confira!

Foto de: reprodução

Caminho

Todo o trabalho para Deus exige renúncias, movimento, saída de si e dos lugares onde vivemos.

 

O missionário é uma pessoa que sente o chamado para fazer a vontade de Deus e intervir em Seu nome, nas realidades onde Ele não é conhecido nem amado. Deus sempre chama homens e mulheres para serem a presença dEle onde há situações de morte. O primeiro a fazer a vontade de Deus foi Jesus, o Missionário de Deus, que cumpriu essa vocação inteiramente. Antes de ser morto e voltar para Deus, Jesus reuniu muitas pessoas e pediu que eles levassem a frente o mesmo projeto missionário que Ele recebeu do Pai. Os que aceitam o convite de Jesus para continuar a sua missão são chamados de missionários, como foi Jesus. Isso significa que onde houver um missionário, ali está a presença marcante de Jesus que cuida, acolhe, anima, corrige e abençoa.

Jesus não tinha lugar fixo, Ele andava por todas as cidades e vilarejos pregando a Palavra de Deus. Mesmo diante dos perigos e ameaças que ele recebia dos poderosos, continuou cumprindo a sua missão. Assim também é o missionário, ele não pode ficar num lugar, criando raízes profundas sem poder sair para evangelizar outras pessoas.

:: Papa Francisco fala do sonho de uma Igreja em saída
:: Sair, ver e chamar: o dinamismo da Pastoral Vocacional segundo o Papa Francisco

Jesus não ficou apegado a pessoas, lugares, bens materiais e comodidades. O verdadeiro missionário não fica apegado a nada e nem a ninguém, ele será sempre uma pessoa livre, conduzida pelo Espírito de Deus que liberta e não pelo espírito mundano que oferece chão para fincar raízes. Todo o trabalho para Deus exige renúncias, movimento, saída de si e dos lugares onde vivemos.

 

Jesus não tinha lugar fixo, Ele andava por todas as cidades e vilarejos pregando a Palavra de Deus.

O Espírito de Deus transforma, dá nova direção, renova tudo. A vida do missionário deve estar voltada para o essencial: fazer a vontade de Deus. E Deus tem muito trabalho para construir o mundo desfigurado. Ele continua chamando homens e mulheres disponíveis para essa missão, gente capaz de ir aonde Ele enviar; discípulos audaciosos, desapegados dos bens materiais, de pessoas e de lugares; missionários livres e corajosos para semear a Palavra que transforma o mundo em um lugar cheio de vida.

Pe. José Torres
Promotor Vocacional

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. José Torres, CSsR, e Thamara Gomes, em Vocacional

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.