Por Redentoristas Em Notícias Atualizada em 12 JAN 2018 - 12H27

Centro de Assistência Social em Miracatu (SP) dá continuidade à obra do beato Pedro Donders

Arquivo CASPD.
Arquivo CASPD.
Famílias assistidas e equipe do CAS reunidos em atividade.

No dia 14 de janeiro, a Família Redentorista recorda a data de morte do Beato Pedro Donders. Ele faleceu no ano de 1887, na Batávia, Suriname, depois um intenso apostolado dedicado aos pobres e leprosos desse país.

Nascido em 1809, na Holanda, filho de uma família muito pobre, o Beato Pedro Donders viveu grande parte da sua vida no Suriname. Em 1842, no dia de Santo Afonso, ele partiu para a América do Sul buscando seguir o seu ideal missionário. Ali naquelas terras viveu 45 anos.

Seu incansável ministério junto a esses irmãos rejeitados pela sociedade fez desse missionário redentorista um exemplo para aqueles que buscam doar suas vidas no trabalho aos desamparados e aos que mais sofrem.

:: Leia mais sobre a história de Pedro Donders

Na Província de São Paulo uma das nossas Obras Sociais Redentoristas segue esse ideal do beato. O Centro de Assistência Social Pedro Donders desenvolve o Programa SOS Família e oferece assistência social a dezenas de famílias todos os meses. Somente no ano passado, foram mais de 200 atendimentos por mês.

Arquivo CASPD.
Arquivo CASPD.
Equipe de trabalho da Obra Social Redentorista.

Segundo a coordenadora do CAS, Kelly Cristina Câncio Martins, a obra busca manter viva a memória do beato por meio de suas ações e pelo incentivo à autonomia de famílias em situação de vulnerabilidade social. 

“A história de vida de Pedro Donders, com sua entrega e dedicação aos mais necessitados nos ensina a olhar para os demais, e a se colocar no lugar do outro e realizar ações buscando a melhoria da qualidade de vida daqueles que são atendidos pelo CASPD”, declara a coordenadora.

:: Saiba mais sobre o CAS Pedro Donders

Pedro Donders teve seu ministério reconhecido pela Igreja com a sua beatificação em maio de 1982, pelo Papa João Paulo II. Para Kelly Cristina, a generosidade sem limites do beato deve ser modelo para todos os que buscam uma sociedade mais justa e fraterna.

“Amparados pelos seus ensinamentos de que não importa o que façamos, se o fazemos por amor a Deus, estamos contribuindo para um mundo mais reconciliado, para um mundo melhor seguindo a missão redentorista”, afirma.

Pedro Donders faleceu aos setenta e sete anos, depois de um período de enfermidade. Após a sua beatificação a Congregação Redentorista aguarda um segundo milagre para declarar a sua santidade.

:: Conheça as demais Obras Sociais Redentoristas

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.