Devoção à Maria: por que devemos recorrer à Virgem de Aparecida?
Por Campanha dos Devotos Em Campanha dos Devotos Atualizada em 11 OUT 2018 - 08H37

Por que devemos recorrer à Virgem de Aparecida?

Confira o que diz a Igreja e aumente ainda mais seu amor a Nossa Senhora

Em meio às nossas misérias e fragilidades, recebemos do alto da Cruz de Jesus, uma Mãe para cuidar e interceder por nós, quando disse ao Apóstolo São João: “Eis aí tua mãe” (cf. Jo 19, 25-27) Porém, ainda são muitas as resistências por parte de alguns cristãos acerca do porquê devemos recorrer à Virgem de Aparecida. A resposta para essa pergunta se encontra na tradição católica sobre a intercessão dos santos e a maternidade Divina de Maria.

Thiago Leon
Thiago Leon

Logo nas primeiras páginas das Sagradas Escrituras, vemos Deus dizer à serpente diabólica: “Porei inimizade entre ti e a mulher…”. Nessa expressão, a tradição cristã sempre viu Maria que, por seu sim obediente, esmaga a desobediência da primeira mulher, e assume a missão de trazer ao mundo o Salvador. Desse modo, percebemos que Deus quis, em Sua misteriosa onisciência, precisar de Maria para que Jesus viesse ao mundo, fazendo dela participante da Sua obra de redenção, desde os primórdios.

Os santos têm poder de salvar?

Os católicos não acreditam que os santos têm o poder de nos salvar, e sim que eles intercedem por nós. Veja o que nos ensina São Bernardo acerca da intercessão de Nossa Senhora: “Quando algum pecador se encomenda à sua misericórdia, Ela não se põe a examinar-lhe os méritos para ver se é digno de ser ouvido ou não, mas a todos atende e socorre. Porque Deus quis precisar da Virgem Santíssima para trazer a salvação ao mundo, o homem deve também recorrer à sua maternidade”.

Os católicos recorrem à Nossa Senhora fundamentados na Sagrada Escritura, que mostra o primeiro milagre de Jesus nas Bodas de Caná da Galileia (cf. Jo 2, 1-11), a partir da sua intercessão. Maria, Mãe de Deus, intervém em favor dos noivos que não tinham mais vinho para a festa do casamento e, a partir disso, o vinho de melhor qualidade é milagrosamente concedido.

Em momento nenhum se atribui à Mãe de Deus o mérito da graça, ou a função de salvadora. Fica muito claro que Ela não morreu na Cruz, mas que estava aos pés da Cruz, sofrendo com seu Filho, e lá - conforme dito anteriormente - recebe de Cristo a missão de ser Mãe dos Seus Apóstolos, ou seja, da Sua Igreja, que do Seu lado aberto nascia para a humanidade, segundo antiga Tradição dos santos padres.

O que é intercessão?

Para que não restem dúvidas, evidenciamos o caráter de intercessão de Nossa Senhora, sobretudo em vista dos sofrimentos e misérias humanas. Segundo o Catecismo da Igreja Católica, “interceder, pedir a favor de outrem, é próprio, desde Abraão, dum coração conforme com a misericórdia de Deus. No tempo da Igreja, a intercessão cristã participa na de Cristo: é a expressão da comunhão dos santos. Na intercessão, aquele que ora não ‘olha aos seus próprios interesses, mas aos interesses dos outros’ (Fl 2, 4), e chega até a rezar pelos que lhe fazem mal.” (Catecismo, 2635)

Basta que prestemos atenção às práticas de devoção mariana e perceberemos que, a todo tempo, suplicamos a Maria que leve a Jesus nossas dores e necessidades. Conforme os Papas do século XX costumavam chamá-la, Maria é Medianeira das Graças, ou seja, ela não é a fonte das graças, mas quis Cristo que todas as graças passassem por sua Mãe Santíssima.

Pio IX reforçou sobre a devoção mariana mais popular: “O rosário é um Evangelho compendiado e dará aos que o recitam os rios de paz de que nos fala a Sagrada Escritura; é a devoção mais bela, mais rica em graças e gratíssima ao coração de Maria”.

Por que devemos recorrer à Virgem de Aparecida?

Não obstante tudo que já foi dito, Maria, graças à Providência Divina, entrou na história do povo brasileiro, de forma intensa e concreta, quando surgiu através de uma imagem deteriorada numa rede de pescadores no século XVIII. A Virgem Aparecida surge diante da nação brasileira como Mãe que acolhe a cultura, a raça, as dores e as dificuldades do nosso povo, e entende e escuta os clamores do seus filhos.

É inegável que devemos recorrer à Virgem Aparecida, já que somos filhos de tamanha maternidade e força espiritual. Portanto, não tenhamos medo: Coloquemos nas mãos de Nossa Senhora Aparecida nossas dores e aflições e, como Mãe, Ela irá suplicar a Jesus por nós, nos concedendo inúmeros milagres e prodígios, tal qual já o temos visto ao longo da história.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Campanha dos Devotos, em Campanha dos Devotos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.