Novena ressalta esperança aos injustiçados e vítimas de opressões

Novena da Noite
Novena da Noite


Daniele Souza
Daniele Souza
Entrada da imagem.

Recordando a famosa escultura da Pietá do artista Michelangelo, a entrada do carro andor que trouxe a pequenina imagem da Padroeira, na noite deste sábado, traz a representação de uma mãe com seu filho morto aos pés da cruz.

O momento remete a cena do calvário, simbolizando todas as famílias que perdem a juventude para o vício e a violência. Quem viu se emocionou e pode refletir sobre a presença de Maria sendo sinal de consolo e esperança aos injustiçados e vítimas por tantas opressões.

Os devotos presentes na Basílica de Aparecida para a 7º noite de novena acompanharam a reflexão do bispo de Caraguatatuba (SP), Dom José Carlos Chacorowski, sobre a temática do dia.

O bispo citou um trecho do Cântico do Magnificat Lc 1,46-55: “Disse Maria: Minha alma engrandece o Senhor e meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, porque Ele olhou para sua humilde serva; pois daqui em diante todas as gerações proclamarão que sou feliz!”.

“Maria se alegra em Deus. Irmãos, toda diferença não está em nós, mas está em Deus e Ele, através de Maria, quer nos dar todas essas graças e nos libertar de tudo que nos impede de viver o Evagelho”, acrescentou.

“Abramos nosso coração. Nossa Senhora está nos apontando o caminho de libertação, cada gesto, cada pensamento dela é uma ação libertadora para cada um de nós”, afirmou Dom José Carlos.

Presente para Nossa Senhora Aparecida

Durante a celebração, o Arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes anunciou que o Santuário Nacional receberá uma Rosa de Ouro, presente do Papa Francisco , pelas comemorações dos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida.

.::. Leia a nota na íntegra: Papa Francisco concede Rosa de Ouro ao Santuário Nacional

Ainda neste sábado (08), o Grupo italiano Gen Rosso fará mais uma apresentação em Aparecida, às 20h, no Centro de Eventos do Santuário. A apresentação é uma parceria com a Fazenda Esperança.

Vigília da Juventude

A juventude reunida no Santuário vai passar a madrugada acordado no Santuário Nacional de Aparecida para a terceira edição da Vigília da Juventude em comemoração aos 300 anos. Acompanhe ao vivo pelo Santuário Virtual.

Com o tema “Eu sou a Imaculada”, na edição deste ano vai celebrar os 300 anos do encontro de Nossa Senhora. A Vigília da Juventude é um convite para nos aprofundarmos na iconografia de Aparecida e desvendarmos e conhecermos o significado de toda a imagem.

A Vigília terá início às 23h30, logo após o show da banda Gen Rosso.

Novena da Tarde
Novena da Tarde

Uma multidão de se reuniu mais um dia da Novena da Padroeira ao redor do Altar de Aparecida (SP). Neste sábado, 7 de outubro, a celebração foi presidida pelo bispo prelado emérito de Coari (AM), Dom Gutemberg Freire Régis, C.Ss.R.

No 7º dia da novena da Padroeira o carro andor representou o tema ‘Das águas à ação libertadora’, trazendo uma mulher negra com venda nos olhos, despertando as pessoas para a necessidade de um mundo sem preconceitos e discriminações.

De acordo com Dom Gutemberg dois sinais acompanharam o achado da imagem no Porto Itaguaçu no Rio Paraíba: a pesca em abundância e a alegria dos pescadores. “E até hoje esses sinais continuam no testemunho dos romeiros, nas graças alcançadas e na alegria de estar aqui na Casa da Mãe”.

Participação dos cristãos

Dom Gutemberg ainda pediu aos fiéis que contribuam mais ativamente das ações da sociedade. “A libertação que Cristo realizou e que Maria contribuiu ainda está em processo e necessita da participação de todos. A nossa participação para melhorar a nossa política, na maneira de votar, de escolher nosso representante, a nossa participação na superação do tráfico de pessoas, de drogas, para superar a violência”, ressaltou o bispo emérito de Coari.

Famílias no Santuário

Felipe Guimarães
Felipe Guimarães
Rafaele Maria, 17 anos, ao lado do irmão Rodrigo, 13 anos, e da mãe Fernanda.

Centenas de família se reúnem todos os anos em Aparecida. Mesmo sendo um passeio anual para muitas delas, o que todos repetem é que a sensação é de ser sempre pela primeira vez de no Santuário Nacional.

A família da jovem Rafaele Maria, 17 anos, de Belo Horizonte (MG), veio em uma romaria de quatro ônibus da capital mineira.

Ao lado do irmão Rodrigo Fernando de 13 anos e da mãe Fernanda de Souza Viana, ela não deixou de expressar sua gratidão pela Padroeira.

“É uma emoção muito grande! Eu venho em romaria ao Santuário desde que tinha 11 anos. Eu amo estar aqui. Ela é minha mãe no céu. Meu segundo nome é uma homenagem a Nossa Senhora”, afirmou.

Rafaele e a família permanecem em Aparecida até o domingo (08).

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.