Por Victor Hugo Barros Em Notícias Atualizada em 12 OUT 2018 - 15H44

Tradição da Consagração à Mãe Aparecida

A tradicional Consagração à Nossa Senhora Aparecida completa, neste ano de 2018, 63 anos. Ao longo deste período, diversos missionários redentoristas continuaram a rezar a oração escrita pelo padre Vítor Coelho de Almeida e, por meio dela, milhares de devotos de todo o Brasil se confiam à intercessão da Mãe Aparecida.

Thiago Leon
Thiago Leon

O costume começou com o padre Laurindo Häuber, redentorista que trabalhava na Rádio Aparecida. A primeira exibição da Consagração foi num programa da mesma rádio no dia 30 de maio de 1955, mas se popularizou um ano depois, em 1956, com o Padre Vítor Coelho de Almeida, que havia escrito a primeira fórmula da oração.

O momento passou a ganhar grandes dimensões e, por este motivo, tornou-se uma celebração paralitúrgica realizada no Altar da Basílica de Aparecida a partir de 1957. E naquele ano, diariamente às 15h, o povo devoto passou a ouvir a voz rouca, mas firme do Padre Vítor, que junto à multidão de romeiros, dizia: "Ó Maria Santíssima, que em vossa imagem milagrosa de Aparecida...”. Como o sacerdote tinha a quarta-feira como dia livre, quem o substituía neste dia da semana era o padre Agostinho Frasson, que também realizava a Consagração nos dias em que Pe. Vítor ia pregar as Missões com a imagem de Nossa Senhora. Padre Vítor continuou realizando o programa por 31 anos, até o dia de sua morte, em 21 de julho de 1987. 

Com a morte do missionário redentorista, quem assumiu a oração foi o padre Alberto Pasquoto. Ele continuou realizando-a até o ano de 1981, dando lugar depois ao padre Agostinho Frasson, que atuou por nove anos como “substituto” e seis como “titular” do momento religioso, até 1996. O sacerdote se lembra deste tempo com carinho: “Era uma responsabilidade enorme, afinal era um programa marcante e de muita audiência que marcou a Rádio Aparecida. É, até hoje, um dos programas mais ouvidos da Rádio Aparecida.”

Santuário Nacional - CDM
Santuário Nacional - CDM

Desde a primeira versão, a fórmula da Consagração passou por duas mudanças, sendo a última por ocasião da visita do Papa Francisco a Aparecida, em 2013.  O texto modificado foi enviado a Roma para constar no missal utilizado pelo Papa Francisco, durante sua visita ao Brasil. O Santo Padre foi a primeira pessoa a rezar publicamente a oração reformulada.  

Veja abaixo como ficou a Consagração Oficial à Nossa Senhora Aparecida após a mudança. O texto em negrito destaca as inserções.

“Ó Maria Santíssima, pelos méritos de Nosso Senhor Jesus Cristo, em vossa querida imagem de Aparecida, espalhais inúmeros benefícios sobre todo o Brasil. Eu, embora indigno de pertencer ao número de vossos filhos e filhas, mas cheio do desejo de participar dos benefícios de vossa misericórdia, prostrado a vossos pés, consagro-vos o meu entendimento, para que sempre pense no amor que mereceis; consagro-vos a minha língua para que sempre vos louve e propague a vossa devoção; consagro-vos o meu coração, para que, depois de Deus, vos ame sobre todas as coisas.

Recebei-me, ó Rainha incomparável, vós que o Cristo crucificado deu-nos por Mãe, no ditoso número de vossos filhos e filhas; acolhei-me debaixo de vossa proteção; socorrei-me em todas as minhas necessidades, espirituais e temporais, sobretudo na hora de minha morte.

Abençoai-me, ó celestial cooperadora, e com vossa poderosa intercessão, fortalecei-me em minha fraqueza, a fim de que, servindo-vos fielmente nesta vida, possa louvar-vos, amar-vos e dar-vos graças no céu, por toda eternidade. Assim seja!”

A oração é rezada sempre ao término das missas no Santuário Nacional e por todo o Brasil, por meio da Rádio e TV Aparecida e A12. Além disso, diariamente, às 15h, a consagração é realizada na Basílica Velha, igreja que é um marco histórico na devoção à Padroeira do Brasil.  

::Basílica Velha celebra Consagração à Mãe Aparecida



5 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Victor Hugo Barros, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.