Por Matheus Mussolin Em TV Aparecida Atualizada em 10 AGO 2018 - 17H12

Dias dos Pais: Apresentadores da TV Aparecida contam suas histórias de vida

Shutterstock
Shutterstock

Segundo domingo de agosto, Dia dos Pais. Data marcante para celebrar a vida e lembranças de uma figura tão especial. Os apresentadores da TV Aparecida não ficaram de fora e contaram um pouco sobre a importância de seus pais e também qual a emoção para quem já é pai! Confira abaixo.

Mariangela Zan

A apresentadora do Aparecida Sertaneja é filha do acordeonista e compositor Mário Zan, por isso, em toda sua infância esteve em ambientes musicais. Aos 14 anos começou a cantar como backing vocal na banda do pai. "Me inspirei nele desde pequena. Tudo que aprendi de palco, música e meus primeiros passos profissionais foram ao seu lado.", afirma. Além de ter a influência do profissional, Mariangela se espelha muito na figura do pai como pessoa. "Tenho como grande ensinamento a integridade, honestidade e palavra de honra que ele sempre teve".

Antes de seu falecimento, a apresentadora teve uma experiência única com Mario Zan. "Tenho lindas recordações do meu pai, mas guardo com carinho especial as viagens que fizemos juntos. A que mais gosto é quando conheci a cidade de Corumbá, no Mato Grosso do Sul. Ele me mostrou onde compôs a melodia da música Chalana, em um hotel próximo à margem do Rio Paraguai. Em 1942, quando fez a canção, ele estava admirando as chegadas e partidas das embarcações, que eram os únicos transportes para cidade. Todo esse passeio foi muito bonito e muito marcante para mim e para meu pai.

Léo Roncon

O apresentador do Chefs em Ação sempre teve um relação muito próximo com seu pai, Gian Luigi Roncon. Imigrante italiano, Gian é o maior exemplo para Léo de honestidade e integridade."Meu pai sempre foi muito rigoroso, justo e honesto. A presença e as ações dele me influenciavam muito.", destaca. 

Apesar de enfrentar muitas dificuldades desde sua chegada ao Brasil, seu pai mantinha o bom humor e o otimismo. "Ele tem um coração imenso e colocava a família em primeiro lugar em todos momentos. Em suas férias, ele se dedicava a arrumar, investir e reformar nossa casa para termos sempre o melhor". 

Léo lembra com carinho dos jogos de bocha com o pai na adolescência. "Nós jogávamos juntos e sempre nos dávamos muito bem, mesmo quando estávamos meio brigados. Durante as partidas, por mais que eu estivesse em minhas piores fases da adolescência, a gente sempre se apoiava."  

Aos 37 anos, quando se tornou pai, Léo passou a viver uma experiência diferente. "Eu me tornei pai tarde. A Isabella e a Rafaella não são minhas filhas biológicas, mas eu as amo de paixão e me considero pai também". O chef sabe de sua importância e se preocupa na formação das filhas. "Tenho um relacionamento ótimo com elas e procuro passar tudo de mais importante sobre preconceito, a força de ser mulher, honestidade, integridade etc. Isso me fez ver a vida de uma forma totalmente diferente e aprender a cada dia. Meu relacionamento com as meninas é muito verdadeiro e mudou minha vida completamente para melhor."

José Eymard

Mesmo morando longe, José Eymard e o pai mantêm conversas diárias por mensagens ou por ligação. "Toda vez que falo com meu pai ele me aconselha de alguma forma. Ele costuma dizer para eu nunca deixar de ser humilde e não esquecer minhas raízes", ressalta o apresentador do Bem-vindo Romeiro.

Além de ter herdado o lado comunicativo, José diz que a paixão pelo futebol e pelo Vasco da Gama também foram marcas deixadas por Seu Osvaldo Luiz de Carvalho. "Sempre que podemos, vamos aos jogos do Vasco em família. São momentos de alegria e emoção que dividimos e nos une muito. O que importa é que ele está sempre presente em minha vida e é um ombro amigo", completa.


Fernando de Oliveira

O pai do chef Fernando de Oliveira faleceu quando ele ainda era menino aos 6 anos de idade. Sua mãe, Dona Nadir Gonçalves de Oliveira, criou sozinha Fernando e os irmãos - Adriana, Fabiana e Beto - trabalhando dobrado, durante o dia em uma indústria e pela noite vendendo salgados para complementar a renda da casa. "Tenho muito orgulho de minha mãe que se esforçou muito para poder nos criar e manter nossa casa".

Outra pessoa com forte influência na vida do chef Fernando foi seu avô Sebastião que sempre trabalhou na roça e tinha uma grande aptidão para cozinha. "Meu avô foi um dos melhores doceiros que conheci. Quando íamos visitá-lo durante as férias, ele fazia deliciosos doces de leite, cocadas, pamonhas e bolos de milho. Ele nunca anotava as receitas, as medidas eram sempre intuitivas. Ele e minha mãe foram as principais influencias para mim como pessoa e também na cozinha.", diz Fernando.

Hoje, como pai, o apresentador do Chefs em Ação acredita que desde a chegada da filha Alice seu mundo mudou totalmente. "Ser pai muda a vida completamente e tudo que faço é pensando nela, em minha esposa Letícia e no futuro de nossa família. Como perdi meu pai muito cedo, procuro estar sempre presente na vida dela. Hoje, ela já faz algumas receitas e tem um canal no YouTube. Fico feliz em ser referência para Alice.", comenta orgulhoso.

Tonho Prado

Adriano Prado, mais conhecido pelo personagem Tonho Prado do Terra da Padroeira, sempre teve uma relação muito boa e tranquila com o pai, Sebastião Domiciano. Seu Sebastião é o típico homem da roça: humilde, boa prosa e fã de moda de viola. "Quando era mais jovem, meu pai teve uma dupla sertaneja chamada Mano & Maninho e hoje ele canta moda na dupla Tiãozinho e Terezinha. Essa veia artística me inspirou a buscar meu lado artístico também.", conta o apresentador. Quando começou a representar o personagem, Adriano diz que o pai ficou muito contente. "O Tonho Prado é um orgulho para ele, por retratar o homem do campo que sempre foi nossa realidade. É uma satisfação imensa para mim. Eu sou fã dele e ele é meu fã.", completa.

Sobre ser pai, Prado diz que foi uma das melhores coisas que lhe aconteceu. "Ser pai é o maior dom que Deus podia me dar. Há nove anos atrás, com a chegada do Enzo, eu tive a ideia real do que é amor. Lembro até hoje do primeiro ultrassom que acompanhei com minha esposa e pude escutar o coração do meu filho. Aquele momento foi a realização de um sonho e pude perceber o milagre da vida. Ainda não consigo explicar o que senti naquele dia."

Agora com dois filhos, Adriano entende o que os pais falavam quando era pequeno. "Com a chegada do Enzo e do Arthur, a gente entende o que nossos pais nos falavam e vemos que eles tinham razão. Tudo que os pais fazem é para o bem dos filhos. O  amor meu por eles e deles por mim é inexplicável e muito prazeroso.", finaliza.

 Bete Ribeiro

Bete foi uma filha muito querida e esperada por seu pai, Rafael Ribeiro. Logo aos 7 anos de idade, ele a ensinou a tocar violão e desde então Bete toca com o pai nas reuniões familiares. "Tenho muita admiração por ele. Desde pequena o acompanho em nossas apresentações musicais. Eu no violão e ele na sanfona", conta ela. Seu Rafael é um homem de muita fé e sempre bem humorado. Ensinou toda a família a dirigir em sua Kombi azul." A inspiração do Kombina veio de tantas aventuras que tivemos juntos naquela Kombi e o sucesso do programa sempre o deixou muito orgulhoso", descreve Bete.

De tantas recordações boas e felizes com o pai, Bete ressalta a entrada na igreja no dia do seu casamento e o dia de sua formatura da faculdade de jornalismo. "No momento da dança entre pai e filha nos emocionamos e agradecemos juntos a Deus pela  conquista", conta emocionada.

Quando Seu Rafael é perguntado sobre sua filha, ele já responde orgulhoso."A minha filha Bete trabalha para Nossa Senhora, elas combinam".

Acompanhe a TV Aparecida também nas redes sociais.

REDE APARECIDA

A TV de Nossa Senhora

http://facebook.com/aparecidatv

http://twitter.com/tvaparecida

http://instagram.com/tvaparecida


2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Matheus Mussolin, em TV Aparecida

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.