Notícias

Socorro aos pobres é uma das missões do Santuário Nacional

Ajuda às pessoas em situação de vulnerabilidade social é realizada graças à doação generosa da Família dos Devotos

Escrito por Victor Hugo Barros

12 NOV 2021 - 11H59 (Atualizada em 12 NOV 2021 - 12H13)

Thiago Leon Dia Mundial dos Pobres (Thiago Leon)

Ensinada por Jesus Cristo, a caridade permeia a história da atuação pastoral do Santuário de Aparecida junto aos mais necessitados. Com o auxílio da Família dos Devotos, 21 obras, projetos e convênios ligados à Basílica Nacional atendem gestantes, crianças, jovens, adultos e idosos. Ao todo, 94 mil pessoas ao ano são beneficiadas direta ou indiretamente pela ação caritativa realizada pela Basílica da Padroeira do Brasil.

“Construímos a Casa da Mãe Aparecida, mas também construímos gente. Obras de caridade, de educação e de assistência social também fazem parte da vocação missionária da Basílica de Aparecida”, afirma o reitor do Santuário Nacional, padre Eduardo Catalfo.

A partir do próximo ano, novidades vão incrementar a ação caritativa do Santuário de Aparecida. Graças à doação generosa da Família dos Devotos, outros dois projetos voltados para jovens estão sendo preparados.

“Teremos novos projetos a partir de 2022. Atualmente, eles estão nem fase de elaboração para depois serem implantados e oferecidos à população”, adianta a coordenadora do Serviço Social do Santuário Nacional, Any Renata.

“Em janeiro haverá uma retomada de 100% da capacidade em nossos projetos sociais. Também vamos abrir inscrições para o Acolher Bem – voltado para o ramo de Hotelaria – e Colinho de Mãe – atendendo gestantes – projetos bem conhecidos e procurados pela população”, complementa.

“O Santuário continuará desenvolvendo os diversos projetos sociais e manterá as parcerias com diversas entidades, inclusive com a Santa Casa de Misericórdia de Aparecida, que atende a população da cidade e região, bem como os devotos de Nossa Senhora, quando necessitam de cuidados médicos durante sua visita ao Santuário”, esclarece o administrador/ecônomo do Santuário Nacional, padre Luiz Claudio Alves de Macedo.

Além da ajuda direta às pessoas, a Basílica também auxilia na manutenção de obras sociais da região. Sete instituições recebem, por meio de convênio filantrópico, repasse financeiro mensal para manutenção de suas atividades.

“Outras instituições do Vale do Paraíba também são beneficiadas com nossa ação social. Realizamos o repasse de roupas, materiais de higiene, enxoval, órtese e gênero alimentício, auxiliando milhares de pessoas”, detalha Any.

A caridade promovida pelo Santuário se une às mais de 258 mil obras sociais mantidas pela Igreja Católica em todo o mundo, segundo dados divulgados pelo Anuário Estatístico da Igreja. Deste número, se destacam os 5.245 hospitais e os 14.963 dispensários, ambos presentes, em sua maior parte, na África e na América.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Victor Hugo Barros, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.