Notícias

A paz de Deus e a paz humana!

Dou-vos a Paz. A minha Paz vos dou não como o mundo a dá (Jo 14,27)

Escrito por Pe. Márcio Fabri dos Anjos, C.Ss.R.

28 JUN 2022 - 11H15

Thiago Leon

É complicado falar de paz em tempo de guerras e tantas formas de violência em nosso mundo atual. Difícil também pensar a paz de Deus quando a doença nos pega, a maldade humana e as decepções nos deixam no fundo do poço. E ainda, como transmitir paz de Deus para quem está na pior e não temos solução que ajude? Ou quando a gente sente que não pode nada diante de estruturas perversas instaladas na sociedade? Será que a Paz de Deus é uma forma de passar só uma tintura em nossos problemas?

Pois é! Por isso mesmo falamos em paz de Deus, porque a paz humana é corroída por medos, incertezas e inseguranças. Começamos a experimentar a paz de Deus quando começamos a sair desse ciclo fechado em soluções humanas, como se fôssemos capazes de resolver tudo na vida através de nossas forças. Os antigos romanos já diziam: "Se queres a paz prepara a guerra". Por aí se vê que a paz humana é feita por ameaças e violências.

Se somos assim tão frágeis, para se ter a paz de Deus é preciso reconhecer esta condição humana de fragilidade e admitir que o mundo é maior, que somos uma poeira nesse universo e insuficientes para resolver todos os problemas e garantir a tranquilidade que desejamos. Paz de Deus se faz então pela confiança no amor de Deus que nos chamou para a vida e cuida de nós. Só Deus é grande, e só Ele tem Palavra de vida eterna (Jo 6,68).

Além de reconhecer e confiar é preciso também desconfiar, começando por nós mesmos que gostamos de disfarçar e nos iludir diante dos problemas. A paz feita de maquiagens não é paz. Jesus ensinou que é preciso estar atento aos Sinais dos Tempos. Deus nos deu inteligência, capacidade de prever e fazer a nossa parte. A paz está em "buscar primeiro o Reino de Deus e sua Justiça e o resto vem por acréscimo". Assim a Paz de Deus é ativa, mas repousa deixando na mão de Deus o que não conseguimos fazer. E ao final como transmitir essa Paz? Primeiro é ajudar a reconhecer o que temos de forças e fraquezas; e a sentir o amor de Deus em todas as situações. Palavras e gestos concretos de ajuda, com realismo e prudência mostram que o amor de Deus está ali presente. Em poucas palavras, a paz de Deus é uma paz realista e inquieta, ativa e sempre confiante. Jesus viveu a paz de Deus, mas suou sangue e até se sentiu abandonado por Deus, mas não deixou de confiar em seu amor. A Paz de Deus a gente só aprende através da vida.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Márcio Fabri dos Anjos, C.Ss.R., em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.