Por Deniele Simões Em Notícias

8º dia: “Quem ama de verdade vive para servir”, afirma dom Lucena

Com o tema Maria, Mãe e sinal do amor eterno! o oitavo dia da Novena Solene em louvor à Padroeira do Brasil mostrou Maria como exemplo de servidora, unida totalmente a seu filho Jesus Cristo.

Foto de: Deniele Simões / JS

Novena 8º dia - Deniele Simões JS

Procissão de entronização da Imagem de Nossa Senhora no oitavo dia da Novena

 

A celebração do dia 8 de outubro foi presidida pelo bispo diocesano de Guarabira (PB), dom Francisco de Assis Dantas de Lucena, que falou das características de Maria como discípula e missionária.

A Imagem de Nossa Senhora foi entronizada em um carro-andor, que trazia uma coroa confeccionada com flores amarelas. À frente, a equipe de coreografia trazia estrelas furta-cores, fazendo referência à luz que Maria irradia.

Dom Lucena ressaltou que Nossa Senhora é luz no mundo, inspirando amor e bondade, e que seu olhar amoroso nos ajuda a olhar uns para os outros de modo fraterno.

A procissão de entronização da Palavra trouxe a participação de representantes entidades que trabalham com o serviço de ajuda ao próximo, como a Fazenda Esperança, Rotary Club e órgãos ligados à prefeitura local. O carro-andor trazia os dizeres “Servir é o caminho”, fazendo referência ao ato do lava-pés.

O Evangelho de Marcos (10,35-45) refletiu sobre os discípulos Tiago e João, que queriam assegurar suas glórias. O presidente da celebração alertou que suplicar por interesses pessoais choca-se com os princípios cristãos. “Quem ama de verdade vive para servir, não para buscar honras”, justificou.

Dom Lucena lembrou que, a exemplo de seu Filho, Maria compreendeu que a humildade é a causa da salvação e que “servir é o caminho”. Segundo ele, isso fica muito evidente no ato do lava-pés, atitude que deve ser repetida por todo cristão.

O bispo de Guarabira encerrou a homilia enfatizando que Maria é sinal do amor eterno e aquela que nos leva a viver o amor de Jesus, servindo com amor e ajudando a torná-lo conhecido.

Para a evangelizadora Maria Antônia de Moura, de Taubaté (SP), Nossa Senhora é uma porta aberta para o céu. “Como mãe, ela nos ensina a amar seu filho, Jesus, para que a gente possa ter a vida eterna”, diz. Ela participa da Novena todos os anos e vê na participação oportunidade de buscar forças para renovar o trabalho missionário que realiza.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Deniele Simões, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.