Por Rafael Camargo Em Notícias

Caspa eu??

 

Também chamada de dermatite seborreica, a caspa é uma doença de pele muito comum e atinge pessoas de qualquer idade. Não é contagiosa. Pode ocorrer por alterações hormonais, mudanças climáticas e falta de nutrientes devido a má alimentação. Pode piorar em situações de estresse e queda de imunidade.

 

A água quente também estimula o aparecimento e aumento das casquinhas brancas. Lave o cabelo com água fria e xampu de pH neutro, sem parabenos e com camomila ou chá-verde.

Anote aí outras formas naturais de controlar a caspa:

 

Invista nos óleos de gergelim ou girassol prensados a frio. Amorne em banho-maria e aplique no couro cabeludo, massageando com a ponta dos dedos por três minutos. Faça isso três vezes por semana, antes das lavagens. Além de eliminar as cascas já formadas, esses óleos desintoxicam e hidratam o couro cabeludo, além de dar brilho ao cabelo.

 

Aplique a água (fria) do cozimento da beterraba no couro cabeludo. Rica em vitamina C, entre outras e antioxidantes, ela nutre e fortalece a pele. Deixe agir por dois minutos e lave.

 

Com a ponta dos dedos faça movimentos circulares firmes na cabeça. Isso ativa a circulação sanguínea e favorece a chegada de nutrientes a região. A massagem pode ser feita durante a aplicação dos óleos. Isso por três minutos todos os dias.

 

O abafamento do couro cabeludo favorece o aparecimento da caspa. Evite usar bonés, chapéus e lenços na cabeça. Cuidado também com o gel e creme para pentear, que bloqueiam os poros.

 

 

Fonte: Revista Máxima

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rafael Camargo, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.