Por Andresa Custódio Em Notícias

Da cor à aplicação, encontre o blush perfeito para pele negra

 

Preparo antes do make

Como o excesso de oleosidade na pele negra pode ser comum, o ideal é preparar com um primer e optar por bases mais leves, de preferência líquida, ou até mesmo um BB Cream. Uma dica: ao passar a base, espere a absorção total antes de aplicar o blush. Se não quiser esperar, sele a pele com pó facial e invista no blush sem medo.

 

Como escolher a textura do blush

No mercado, há versões em pó e mais cremosas. A pele negra pode usar todas as texturas do produto, desde que tenha um controle maior com as mais líquidas e cremosas. Geralmente, a oleosidade natural da pele pode fazer o produto escorrer. Para as versões cremosas, o indicado é o uso de pó translúcido antes de passar o blush para aumentar a durabilidade da maquiagem, e sua aplicação deve ser feita com o próprio pincel de blush, aquele menor com as cerdas macias. Você pode ainda dar pequenas batidas com os dedos, a partir da maçã do rosto até o início do cabelo. Já o blush em pó é preciso retocar algumas vezes ao longo do dia. O truque é fazer movimentos em zigue-zague da maçã do rosto até o início do cabelo.

 

Como escolher a tonalidade

É importante levar em consideração os dois tipos de pele negra: quente com fundo dourado (como a da atriz Taís Araújo), que é a mais comum no Brasil; e fria, que possui um tom puxado para o azul. Para as que têm subtom dourado, por exemplo, use durante o dia cores com pouca cintilância, como marrom, pêssego e alaranjado. À noite, é possível ousar mais e apostar em tons de bronze, vermelho aberto, e muito brilho, se preferir. Para quem tem a pele negra com subtom frio, a dica é investir em tonalidades de marrom escuro e vinho no dia, e a noite, no laranja mais intenso ou no violeta.

 

Como aplicar o produto

Você pode usar o mesmo blush com uma pincelada bem delicada e sutil para o dia, e forçar essa mesma cor, trabalhando um pouco mais no contorno, para a noite. O blush deve seja aplicado somente no centro das maçãs do rosto. Espalhar o produto na lateral pode carregar o visual, e é essencial usar pincéis menores para garantir que o pigmento seja depositado pontualmente nesta região.

 

Fonte: Estilo Uol

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Andresa Custódio, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.