Por Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 13 SET 2019 - 14H07

Governo avalia imposto sobre pagamentos, saques e depósitos

Shutterstock
Shutterstock

Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

🔊 Acompanhe o 'Notícias em 30' às 7h (1ª edição) e às 17h30 (2ª edição) 

O secretário-adjunto da Receita Federal, Marcelo de Sousa Silva, apresentou as alíquotas em estudo pelo governo federal do imposto sobre pagamentos. A medida vem sendo comparada com à antiga Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira (CPMF).

Segundo ele, cada saque e cada depósito em dinheiro deverá ser taxado com uma alíquota inicial de 0,40%. Cada operação de débito e de crédito deve ser submetida a uma alíquota de 0,20%.

A ideia da equipe econômica é que a contribuição sobre pagamentos substitua gradativamente a contribuição patronal sobre salários (folha de pagamentos), a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) e, também, o Imposto sobre Operações Financeiras

Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

🔊 Acompanhe o 'Notícias em 30' às 7h (1ª edição) e às 17h30 (2ª edição) 

A proposta de uma nova CPMF derrubou o secretário da Receita, Marcos Cintra, após receber oposição do Congresso e do presidente Jair Bolsonaro.

A ideia era criar um Imposto de Transações Financeiras (ITF) para desonerar a folha de pagamentos das empresas e reduzir o custo das contratações. O tributo poderia arrecadar R$ 150 bilhões por ano.

O economista da UNG Carlos Darienzo avaliou que a demissão do secretário aconteceu por tornar os planos públicos e que mesmo a CPMF sendo rechaçada pela população, ela continua no radar do governo.


Brasil apresenta recorde de estupros e aumento em casos de injúria racial



Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

🔊 Acompanhe o 'Notícias em 30' às 7h (1ª edição) e às 17h30 (2ª edição)

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgou hoje os dados do 13º Anuário Brasileiro de Segurança Pública. E dentre os dados mais preocupantes está o recorde de registros de estupros. Foram 66.041 vítimas em 2018. O número representa uma taxa de 31,7 estupros por 100 mil habitantes.

Cláudio Edward dos Reis, especialista em segurança pública e vice-coordenador do Núcleo de Estudos sobre Violência e Relações de Gênero da Unesp em Assis, repercutiu esses números.


Governo deve implantar reforma administrativa no funcionalismo público



Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

🔊 Acompanhe o 'Notícias em 30' às 7h (1ª edição) e às 17h30 (2ª edição) 

O governo federal está na eminencia de apresentar uma reforma administrativa que vai atingir em cheio a vida dos servidores públicos federais. O receio da categoria é o governo implantar uma reforma muito dura, uma vez que já se sabe que para o orçamento do ano que vem não haverá espaço para reajustes salariais. Nesse cenário que os servidores públicos federais começam a se movimentar para defender a estabilidade e reduzir as perdas salariais

Rudinei Marques ,  presidente do FONACATE fórum que reúne 32 carreiras de Estado, nos conta qual a realidade hoje da categoria e como eles vem se organizando para a defesa de uma reforma administrativa mais agressiva


🔊 Gostou desses podcasts? Compartilhe com os amigos!

Na parte superior da página (logo abaixo do título) clique no botão do WhatsApp ou das demais redes sociais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.