Por Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 05 JUN 2020 - 15H28

Instituições apontam impactos do isolamento social no meio ambiente

Shutterstock
Shutterstock

Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

Instituído pela Assembleia Geral das Nações Unidas, hoje é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. Em meio a pandemia do coronavírus, pessoas se viram obrigadas a ficar em casa, industrias diminuíram seu ritmo de produção e apesar dos impactos econômicos, a terra respondeu positivamente ao isolamento humano.

De acordo com o presidente do Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza, Rogério Iorio, o isolamento melhorou não só a qualidade do ar, mas também restaurou o habitat dos animais.

Fabiana Alves, porta-voz de Clima e Energia do Greenpeace Brasil, aponta qual os principais impactos da quarentena no meio ambiente.

Mariana Napolitano da World Wide Fund for Nature (WWF) que atua nas áreas da conservação, investigação e recuperação ambiental, aponta que apesar da redução da poluição, o desmatamento e o número de queimadas na Amazônia aumenta a cada dia e atingiu recorde no mês de maio.

Igreja Católica se une e faz lives para arrecadar alimentos e materiais de higiene

Reprodução
Reprodução

Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

Em meio a pandemia, onde a recomendação para a proteção de todos é o isolamento social, levar a e esperança através da tela do seu computador ou Smartphone é um sinal de amor.

E a Associação Nacional de Educação Católica, junto a CNBB, Conferência dos Religiosos, SIGNIS Brasil, Cartas Brasileiras, Movimento de Educação de Base e editoras católicas, vão promover uma série de eventos cristãos online, tendo como tema “Live da Esperança e da Solidariedade – ficar em casa e fazer a diferença!”. E amanhã já tem live, James Pinheiro, secretário Executivo da ANEC, traz todos os detalhes sobre os eventos.

- Qual a principal atração de amanhã?

- Vai existir um calendário para as lives com temas diferentes?

- Em meio a pandemia,onde tantas pessoas estão abatidas, as lives vem como um ato amor para restaurar a esperança nessas pessoas?

Governo Federal publica mais de 2 milhões de anúncios em sites inadequados

Shutterstock
Shutterstock

Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

Um levantamento realizado por consultores legislativos da Câmara dos Deputados, a pedido da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News. Aponta que o Governo Federal veiculou mais de dois milhões de anúncios em canais com “conteúdos inadequados” como informações falsas, material pornográfico e espalham jogos de azar e investimentos ilegais.

Além disso, os consultores destacam haver também, anúncios pagos do governo em "canais dedicados a promover a imagem do Presidente da República"O analista político do  Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP), Antonio Augusto de Queiroz, analisa conosco o investimento do dinheiro público nesses meios de comunicação.

- A veiculação desses anúncios em veículos com conteúdos inadequados pode ser considerada algo grave?

- De acordo com as informações repassadas pela Secretaria de Comunicação da Presidência, do total de anúncios veiculados, mais de 41 mil foram de campanhas pela aprovação da reforma da previdência, e segundo os consultores, houve uma falha intensa quanto ao público-alvo atingido. Isso demonstra um desperdício de dinheiro público?

- A veiculação em canais como esses pode gerar problemas jurídicos para o Governo Federal?


:: Compartilhe com os amigos!
Na parte superior da página (logo abaixo do título) clique no botão do WhatsApp ou das demais redes sociais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.