Por Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 25 SET 2019 - 15H57

Julgamento de ações da Lava jato podem modificar sentenças

Ouça essa e outros destaques do Notícias em 30




Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

🔊 Acompanhe o 'Notícias em 30' às 7h (1ª edição) e às 17h30 (2ª edição)

O plenário do Supremo Tribunal Federal deve julgar amanhã a ação que discute se há diferença entre réus delatados e delatores na fase de alegações finais em processos judiciais.

Em agosto, a Segunda Turma do STF anulou a condenação do ex-presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, na Operação Lava Jato, por entender que ele deveria ter apresentado as alegações somente após os delatores.

Luiz Felipe Panelli, professor, mestre e especialista em Direito Constitucional, explicou melhor o que deve ser apreciado amanhã no Supremo.

Bolsonaro discursa na Assembleia Geral da ONU e causa grande repercussão

Marcelo Chello/Shutterstock
Marcelo Chello/Shutterstock


Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

🔊 Acompanhe o 'Notícias em 30' às 7h (1ª edição) e às 17h30 (2ª edição)

O presidente Jair Bolsonaro fez o seu primeiro discurso na Assembleia Geral da ONU, em Nova York nesta terça-feira (24). Logo no início do discurso de Jair Bolsonaro, duros ataques foram feitos aos países com regimes socialistas, como Cuba e Venezuela.

O presidente também falou sobre a Amazônia, destacando que o País tem um compromisso com a preservação da região. Além disso, ele ainda citou a respeito da tolerância zero com o crime.

Paulo Silvino Ribeiro, doutor sociólogo da Fundação Escola Sociologia Política de São Paulo, analisa o discurso do presidente na assembleia da ONU.


CCJ do Senado submete a sabatina Augusto Aras, indicado para procurador-geral da República

Roberto Jayme/TSE/Agência Brasil
Roberto Jayme/TSE/Agência Brasil


Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

🔊 Acompanhe o 'Notícias em 30' às 7h (1ª edição) e às 17h30 (2ª edição)

A sabatina do subprocurador Augusto Aras, indicado para o cargo de procurador-geral da República, está marcada para esta quarta-feira (25), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Caso a indicação seja aprovada, segue para análise em Plenário. A gestão do procurador-geral tem duração de dois anos, sendo permitida a recondução.

Outros temas, como a Reforma da Previdência, também movimentam a pauta do senado Federal esta semana. O senador Oriovisto Guimarães, do Podemos do Paraná, é membro titular da Comissão de Constituição e Justiça e conversa conosco sobre os trabalho.


🔊 Gostou desses podcasts? Compartilhe com os amigos!

Na parte superior da página (logo abaixo do título) clique no botão do WhatsApp ou das demais redes sociais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba notícias mensalmente

Parabéns, seu cadastro foi efetuado com sucesso!
Você deve receber nossas novidades em breve.

Ops, tivemos um possível erro no cadastro de seu e-mail.
Tente novamente por favor.

Tentar novamente
Facebook

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...