Por Andresa Custódio Em Notícias

Limpeza da tábua de carne

 

Aqui no Brasil, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu o uso de tábuas de carne de madeira em restaurantes e cozinhas industriais, afirmando que elas são mais propensas à proliferação de diversos tipos de bactérias, devido as ranhuras da madeira. Mesmo após a lavagem, poderiam infectar outros alimentos.

As tábuas de plástico também podem sofrer rachaduras após o uso excessivo e acabar acumulando micro-organismos.

A tábua de vidro não apresenta ranhuras, porém, o vidro temperado não é reciclável e qualquer dano causado ao material fará com que você tenha que comprar uma nova tábua.

Não importa qual for a sua escolha, o importante é higienizar a tábua para evitar futuras contaminações. Você não deve utilizar a tábua para cortar uma carne crua e depois usar a mesma superfície para cortar uma verdura. Os alimentos crus podem contaminar outros tipos de comida. O ideal é utilizar uma tábua para cada tipo de alimento, por exemplo, uma para carne, outra para hortaliças e outra para legumes. E não se esqueça de limpar bem a tábua depois de usá-la.

 

Então anote algumas dicas para limpar as suas tábuas:

Tábua de plástico – Lave a tábua e depois deixe de molho em uma solução com água sanitária (uma colher) e um litro de água. Após enxaguar, passe vinagre para retirar os resíduos da água sanitária.

Tábua de madeira – Lave com água e sabão, passe limão ou vinagre para matar as bactérias e seque muito bem toda a superfície. Você pode passar óleo de cozinha sobre a tábua para proteger a madeira.

Tábua de vidro – Essa tábua é a mais fácil de limpar, basta utilizar água e sabão para retirar os resíduos de alimentos.

 

Fonte: Universo Jatobá 

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Andresa Custódio, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.