Por Valquíria Vieira Em Brasil

Artesanato estimula circulação de dinheiro no país

O artesão brasileiro é um agente de produção nas áreas cultural e econômica do país, gerando empregos e contribuindo para a identidade regional.

artesanato

 Uma pesquisa de setembro de 2013 do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas apontou, entre os 1,3 mil artesãos entrevistados, que a atividade é exercida predominantemente por mulheres, a maioria dos profissionais desse segmento tem mais de 40 anos, possui a atividade como principal fonte de renda e atua há bastante tempo no mercado.

Artesãs contam como o artesanato mudou suas vidas

O economista, Gilson Sampaio afirma que o artesanato estimula circulação de dinheiro.

“O resultado financeiro do artesanato integra o que chamamos de Economia Criativa e registra movimentações bilionárias. O Brasil é considerado um país riquíssimo em cultura e diversidade de povos, estimulando a criação da arte. Esse rico conjunto de produtos, em termos de valorização, impulsionam muitos povos a procurar na venda do artesanato o aumento de sua renda. Isto influência diretamente no orçamento doméstico de muitas famílias, estimulando a circulação do dinheiro”, colocou.

 

"O resultado financeiro do artesanato integra o que chamamos de Economia Criativa e registra movimentações bilionárias", diz economista. 

Na atualidade, com o país passando por uma crise financeira, o economista dá uma dica de como a renda extra e a renda fixa devem ser administradas. 

“Em tempos de crise econômica, qualquer renda adicional ajuda e muito no orçamento e para muitos casos é uma ótima alternativa para obter uma vida financeira saudável. A finalidade da renda extra é justamente liquidar despesas variáveis [...] o que acontece em muitos casos é que a renda extra é maior do que a renda fixa. Quando isso ocorre, é necessário analisar o histórico de despesas e conciliar rendas fixas para liquidação de despesas fixas e rendas variáveis para liquidação de despesas variáveis. Este planejamento permitirá um maior controle financeiro”, indicou.

 Analisando o cenário econômico do País, Gilson acredita que a tendência é o setor de artesanato crescer, mas é preciso lidar com ampla concorrência.

“Acredito na expansão do setor seguido de ampla concorrência e pouca qualidade. As deficiências políticas que desestabilizam o cenário econômico produzem, além de outros males, um alto índice de desempregados que procuram se sustentar com está atividade. Com isso, os artesãos independentes lidam com uma grande concorrência. O sucesso do produto artesanal nos mercados nacional e internacional dependerá dos caprichos e das demandas globais”, finalizou.

O setor de artesanato é valorizado em grandes eventos que promovem produtos do segmento. Até o próximo domingo (17), em São Paulo (SP), acontece a maior feira do ramo no Brasil, a Mega Artesnanal que apresenta as últimas novidades em pintura, bordado, costura e outras modalidades do artesanato.

A TV Aparecida valoriza o artesanato com programas desse segmento em sua grade de programação. Em setembro um novo programa de artesanato estreia na emissora com a apresentadora Bete Ribeiro.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Valquíria Vieira, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.