Por Redação A12 Em Brasil Atualizada em 09 SET 2019 - 10H16

Avenida Paulista vai receber Marcha pela Vida

Reprodução
Reprodução

Uma grande marcha pela vida será realizada contra o ativismo judicial e em união ao movimento internacional de países latino-americanos contra a legalização do aborto e a favor de apoiar leis que protejam as duas vidas: a do nascituro e a da gestante.

Leia MaisNova Iorque aprova lei que permite aborto um dia antes do partoVeja o que repercute no Brasil decisão sobre aborto na Argentina Cinco vezes em que o Papa Francisco reagiu ao abortoIgreja se mobiliza para debate sobre a legalização do aborto no Brasil Quero fazer um abortoA iniciativa é popular e de manifestação cívica e espontânea. Surgiu há mais de 10 anos, mas foi nos primeiros meses de 2018, frente às tentativas de vários setores políticos, que tentaram legalizar o aborto em vários países da América Latina que ganhou mais força.

No Brasil, setores pró-aborto tentam impor a prática através da ADPF 442/2017, apresentada no Supremo Tribunal Federal e, por isso, no dia 22 de setembro se fará uma manifestação massiva, embora silenciosa e pacífica, que começará às 14h30, na Avenida Paulista, e caminhará até a praça Ibrahim Nobre - Obelisco.

A intenção é pessoas religiosas ou ateias, igrejas, ONGs etc. A organização do evento está formada por voluntários de diferentes setores da sociedade. Vídeos de artistas nacionais e internacionais foram criados para convocar o povo através das redes sociais e veículos de mídia interessados em apoiar o evento. O desafio será tentar chegar a um milhão de pessoas.

A convocatória está aberta a todos que apoiam exigir dos políticos que respeitem o sistema democrático existente no Brasil, ou seja, que a questão do aborto não seja aprovada no STF e seja aprovado sim o projeto de lei 4754/2016 para coibir o ativismo judicial.


.:: Artistas fazem clipe em apoio à marcha


Principais objetivos e propostas

Reprodução
Reprodução

- Pressionar os poderes públicos a respeitarem a vida desde sua fecundação;

- Promover a divulgação das associações que oferecem orientação e apoio às gestantes em crise;

- Conscientizar à população da importância de se votar em políticos e partidos pró-vida, especialmente para o Legislativo;

- Oferecer argumentos reais aos 14% dos brasileiros que são a favor do aborto ou sua descriminalização, mostrando que esse “procedimento” é um atentado à humanidade;

- Pedir cancelamento da ADPF 442/2017, que quer legalizar o aborto até a 12ª semana de gestação;

- Pedir a aprovação da PL (projeto de lei) 4754/2016, para coibir o ativismo judicial e impedir que o Poder Judiciário usurpe o Poder Legislativo;

- Não permitir que a marcha seja utilizada como ferramenta eleitoral.

Contato: marchapelavidabrasilsp@gmail.com

Facebook: marchapelavidabrasil

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.