Por Redação A12 Em Brasil

Editora Santuário lança livro 'Das lições que a vida ensina'

A Editora Santuário acaba de lançar o livro ‘Das Lições que a vida ensina’ que é um verdadeiro convite para que cada um permita-se deixar a voz de Deus agir. A obra mostra que o perdão, o amor e a compaixão precisam ser constantes na vida das pessoas e que lições na vida nos revelam a ação misericordiosa de Deus. O Portal A12 conversa com a autora Eliete Gomes.

das_lic_o_es_que_a_vida_ensina

Acesse aqui mais informações sobre o livro

Portal A12 - Como decidiu escrever um livro?

Eliete Gomes - O livro nasceu de uma profunda reflexão sobre os sentimentos de São Paulo, naquele momento quando ocorreu a conversão, afinal, comecei a pensar sobre os seus medos, e sentimentos, com isso foi possível ver que as decisões são comuns em nossa vida, elas chegam a todos os instantes, porém, muitas vezes paramos tudo por medo de tomar uma decisão, deixamos de experimentar o novo, por estarmos acomodados com a situação. São Paulo nos dá um exemplo de ousadia e coragem, quando decidiu seguir em frente com o Cristo, e isso é bom para nós vivenciarmos essa ousadia dele.

A12 - O título ‘Das lições que a vida ensina’ é bem chamativo. De que lições estamos falando?

Eliete - Há uma frase de Nelson Mandela, onde ele disse assim: "Eu nunca perco. Ou eu ganho ou aprendo!". Pois bem, estamos em tempos onde as pessoas passam parte considerável de sua vida se lamentando pelo passado, ou até mesmo pelas suas escolhas, lamentam pelas perdas. O importante é olhar esse passado, ou para antigas atitudes com mais carinho, fazer disso um parceiro, a vida é uma grande escola, tudo o que passou é nossa bagagem que nos fez mais experientes e mais fortalecidos para sermos pessoas melhores. A vida nos ensina, e vale a pena aprender a lição, a recompensa é muito positiva.

A12 - Por quais motivos as questões existenciais sempre são um grande desafio para as pessoas?

Eliete - As questões existenciais são e serão sempre um grande desafio para nós, por conta da nossa humanidade, faz parte de nossa existência, da nossa participação na história do mundo. Está difícil descobrir qual a nossa missão no mundo? Descobrir nossa missão de fato não é fácil. Mas gosto sempre de citar Santo Inácio, que aprendemos nos seus Exercícios Espirituais a ouvir o coração, pois quando tomamos uma decisão, quando encontramos um fragmento da nossa missão, sentimos paz, e isso nada mais é do que a essência da felicidade, pois a felicidade verdadeira traz paz e tranquilidade. Está difícil encontrar Deus? Talvez o mais complicado no mundo atual está em mantermos aliança com Deus, ouvimos pessoas falando que acreditam em Deus, falando de forma confiante, mas não conseguem se manterem ligados a Deus. Ou seja, a sociedade atual crê em Deus, mas prefere ficar distante, outro ponto, que percebo é que as pessoas temem a Deus, não O vê como um Pai cheio de amor e bondade, quando encontro uma pessoa que tem dificuldades em relacionar-se com Deus, por medo, eu peço para ler a Parábola do Pai Misericordioso, no Evangelho de Lucas (15, 11-32). Ver aquele Pai cheio de amor receber o filho de volta é algo extraordinário só de imaginar, que enche qualquer coração de alegria.

Eliete Gomes

Foto: Arquivo Pessoal

Eliete Gomes é profissional da área de gestão de pessoas e especilista em teologia e filosofia.

Contato: mariaelietegomes@gmail.com

A12 - Qual mensagem deixa para os leitores. O que eles podem esperar do livro?

Eliete - O livro traz a todos uma forma de olhar para a vida e para Deus ao mesmo tempo. Compreender como Deus está em nossas vidas, e como Ele nos ajuda a escrevermos nossa participação no mundo. Cada pessoa é única e veio para esse mundo para encontrar a felicidade e o amor, mesmo em meio as dificuldades é possível encontrar o bem. A vida se torna melhor quando é escrita à duas mãos, que são pelas Mãos de Deus e o nosso olhar atento para frente.

A12 - Gostaria de ressaltar algo mais?

Eliete - Para as pessoas não precisam ter medo da vida. Não se prenderem às mágoas ou ressentimentos. A vida foi feita para ser vivida, e isso é olhando para frente, o passado só é bom para ser lembrando como uma lição que faz parte da nossa história, não para ser revivido com sentimentos negativos. Pois afinal, são das lições que a vida ensina que se constrói um futuro cheio esperança e alegria.

Veja outras entrevistas 

:: Veja dicas de como começar o ano sem dívidas

:: Perdeu o emprego? Saiba quais caminhos para recomeçar

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.