Por Redação A12 Em Brasil

Especialista esclarece os principais questionamentos sobre gravidez e Zika

 

Mosquito da dengue - Ministério da Saúde

O vírus da Zika, transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti, também causador da dengue e da chikungunya, tem sido relacionado à microcrefalia em bebês e outras síndromes neurológicas.

Em meio a tantas novas informações, algumas ainda sem comprovação científica, é comum que as mulheres que pretendam engravidar ou já estão gestantes tenham diversas dúvidas. Para auxiliá-las, o ginecologista responsável pela Reprodução Humana da Criogênesis, Renato de Oliveira, responde algumas das questões mais recorrentes sobre o tema.

O primeiro trimestre da gravidez é o período mais suscetível à ação do vírus?

Verdade. Independentemente do Zika, o primeiro trimestre é sempre o mais delicado da gestação, pois é neste período, denominado organogênese,  que ocorre a formação dos órgãos e dos sistemas, incluindo o sistema nervoso central do bebê.

A amamentação deve ser suspensa no caso de risco de zika?

Mito.  Até agora não há relatos de crianças infectadas pelo Zika vírus por meio da amamentação. São inúmeros os benefícios do aleitamento materno para o bebê, entre eles, o fortalecimento do sistema imunológico.

Nem todos os repelentes são seguros para gestantes?

Verdade. Apenas repelentes à base de DEET, IR3535 e Icaridina são considerados seguros para uso durante a gestação, de acordo com o Ministério da Saúde. É indicado usar o repelente em áreas mais expostas, como mãos, pescoço e rosto e reaplicá-lo ao longo do dia.

Mulheres que já tiveram zika antes de engravidar podem ter alguma sequela?

Aparentemente é mito. As infecções congênitas, que levam a alterações fetais, geralmente acontecem quando o paciente tem a infecção no momento da gravidez. Assim, a gestante que já teve Zika, provavelmente, não deva se preocupar com sequelas futuras. Os estudos e o tempo poderão confirmar esta situação.

Os casos de microcefalia estão relacionados ao uso de vacinas vencidas?

Mito. Não há nenhum registro na literatura médica nacional e internacional sobre a associação do uso de vacinas com a microcefalia.

Combater a proliferação do mosquito é a melhor maneira de prevenção?

Verdade. Como o Zika é transmitido da mesma forma que a dengue, os cuidados para evitar a doença são os mesmos, como eliminar os pontos de água parada em casa e, se possível, em áreas vizinhas e colocar telas de proteção em portas e janelas. 

Se o bebê for diagnosticado com microcefalia, quer dizer que a gestante teve contato com o Zika?

Mito. A microcefalia pode ser causada por diversos fatores, que vão desde consumo de drogas, álcool e má nutrição da mãe, até doenças como rubéola, toxoplasmose e o citomegalovírus. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.