Por Cankin Ma Lam Em Espiritualidade Atualizada em 23 ABR 2019 - 10H15

Reclamo de tudo!

Shutterstock
Shutterstock

São 13h, é verão, você está na fila do banco há duas horas. Você olha para a pessoa à sua frente e, quase inconscientemente, reclama pelo calor do dia. Ele pensa parecido e vocês têm um pequeno diálogo, como que para desabafar. É um lugar-comum reclamar junto com as pessoas que atravessam uma situação parecida com a nossa. Também quando as coisas não andam tão bem quanto gostaríamos. Enfim, reclamar é algo cotidiano.

Leia MaisMinha família é o meu maior tesouro?Pedofilia na IgrejaPreciso de ajuda Como saber orar?Evidentemente, existem algumas pessoas que reclamam muito. Até parece que reclamam por tudo. Mas como se chega a essa situação?

Ouvindo várias opiniões, encontram-se explicações diversas: insatisfação, pessimismo, ver “o copo meio vazio”, passividade, entre outras. Em todo caso, o mais interessante é perguntar: o que fazer por uma pessoa com essa atitude? Ou, no caso, por nós mesmos, se somos do time dos que reclamam muito.

Aoferece para nós muitas riquezas. Uma delas é nos colocar em contato com a revelação. Há coisas que seriam muito difíceis de conhecer, mas a fé permite ter acesso a elas. Assim, foi-nos transmitido que fomos criados e que a criação é boa. Aliás, fala-se também da graça, do desejo de Deus por conceder bens ainda maiores. Tudo o que temos foi recebido. Nossa própria existência não veio de nós mesmos; foi-nos dada como um presente pelos nossos pais. Sendo assim, uma primeira resposta seria a gratidão. Talvez, quando reclamamos muito, é porque, no fundo, esquecemos de agradecer.

Não é apenas questão de perspectiva, como para ver “o copo meio cheio”. É reconhecer que foi nos dado um copo e a água que ele contém. Dali podemos perceber um outro aspecto que leva a pessoa a reclamar demais: está precisando de uma visão mais completa das coisas. No exemplo inicial, foi colocado o calor, a fome e a espera; pensemos também nas vezes em que somos incomodados pelo calor ou pelo frio, por ter que andar ou por estar de carro no meio de um trânsito terrível, por não ter tempo para tudo ou por não ter nada para fazer. Uma visão parcial pode nos levar a conclusões erradas, ou muito limitadas, em todos os casos.

Assim, gratidão e um olhar mais completo podem estar faltando àquelas pessoas que reclamam em excesso. Trata-se de reconhecer o que se tem à frente e de aprender a agradecer no meio disso tudo.

Escrito por
Cankim Ma Lam (Arquivo Pessoal)
Cankin Ma Lam

Nascido no Equador, filho de pai chinês é apóstolo de plena disponibilidade no Sodalício de Vida Cristã. Atualmente faz caminho ao sacerdócio e estuda teologia na Universidade Católica de Petrópolis

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Espiritualidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.