Por Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R Em Histórias de Vida

Defeitos e potencial do outro

Certa vez, um homem plantou uma muda de roseira, esperando ver suas belas flores. Entretanto, ao regá-la e cuidar dela, ele sempre levava algumas espinhadas doloridas. Como pode uma flor tão bonita vir rodeada de espinhos? Decepcionado, parou de regar a roseira, antes que os botões abrissem, e a planta morreu.

O nosso próximo é como uma roseira. Tem belas flores, que são as suas qualidades, mas tem também os espinhos, que são os seus defeitos. Se olharmos só para os defeitos, nós nos isolamos e ficamos sem amigos.

Vamos regar as nossas amizades, vendo em cada pessoa as suas qualidades, às vezes escondidas atrás dos doloridos espinhos.

Um dos maiores dons que uma pessoa pode conquistar é ser capaz de passar pelos espinhos e encontrar, do outro lado, as mais belas e perfumadas rosas. Isto é amor.

Escrito por
Padre Antônio Queiróz dos Santos (Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R)
Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R

Mais conhecido como Padre Queiróz (in memoriam) recolheu ao longo de seu ministério centenas de histórias que falam de forma simples e popular da fé e das realidades do povo de Deus.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Queiróz, C.Ss.R., em Histórias de Vida

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.