Por Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R Em Histórias de Vida

O diamante arranhado

Certa vez um príncipe, apaixonado pela princesa de um país vizinho, resolveu dar-lhe um valioso presente. Era o mais belo diamante dos seus tesouros, engastado numa preciosa coroa.

Ele confiou o diamante ao seu joalheiro favorito. Mas este, em um momento de distração, deixou a ferramenta deslizar em um momento delicado do engaste. Isso provocou uma estria em toda a extensão da maravilhosa joia!

O artista se desespera e, mais do que ele, o príncipe. Toda a corte se compadece, pois o príncipe era muito amado.

Certa tarde, um velho artesão se apresentou ao palácio e disse ao príncipe:

- Eu soube da vossa tristeza. Confia-me por uma noite vosso diamante.

Quando o dia raiou, o artesão levou ao príncipe maravilhado a mais bela joia vista. Com habilidade e paciência, o talentoso artista lapidou a pedra, fazendo da profunda ranhura o talo de uma esplêndida rosa desabrochada, brilhando deslumbrantemente.

Vamos transformar os erros e os defeitos em trampolim para ir à frente. “Tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus” (Rm 8,28).

Escrito por
Padre Antônio Queiróz dos Santos (Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R)
Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R

Mais conhecido como Padre Queiróz (in memoriam) recolheu ao longo de seu ministério centenas de histórias que falam de forma simples e popular da fé e das realidades do povo de Deus.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Queiróz, C.Ss.R., em Histórias de Vida

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.