Por Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R Em Histórias de Vida

O passageiro indesejado

Certa vez, um navio viajava tranquilo, quando foi surpreendido pelo ataque de corsários. Inutilmente o capitão tentou opor resistência. Os piratas, armados e experientes, invadiram o navio e roubaram tudo o que podiam.

Por fim, antes de partirem, resolveram deixar no navio um menino que haviam sequestrado na última pilhagem, na esperança frustrada de obter algum dinheiro como preço do resgate.

O capitão, tremendamente abalado, ordenou que a criança fosse jogada ao mar. A decisão surpreendeu os marinheiros e todos os passageiros. Disseram-lhe que a criança não tinha culpa. Era um ser humano indefeso. Sugeriram que o menino fosse levado até o próximo porto e entregue à polícia, que iria encaminhá-lo para ser adotado por uma família. 

Mas o capitão não quis dar ouvidos a ninguém. Imediatamente pegou o garoto e o atirou no mar. No meio das ondas, a indefesa criança logo se afundou.

O mesmo erro desse capitão é cometido por uma mulher que, em uma gravidez resultante de um estupro, decide abortar a criança. Quem aprova este ato não tem o direito de reprovar o afogamento desse menino, pois ambos, a mulher e o capitão, descarregaram sobre uma criança inocente a sua cólera contra agressores. Ambos respondem a uma violência com outra muito pior e covarde, pois as vítimas são seres humanos absolutamente indefesos, que desejam apenas usar o seu direito de viver, ou ver a luz do dia.

(Fonte: Pe. Valdo Bartolomeu)

Escrito por
Padre Antônio Queiróz dos Santos (Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R)
Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R

Mais conhecido como Padre Queiróz (in memoriam) recolheu ao longo de seu ministério centenas de histórias que falam de forma simples e popular da fé e das realidades do povo de Deus.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Queiróz, C.Ss.R., em Histórias de Vida

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.