Por Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R Em Histórias de Vida

Quem sou eu?

Certa vez, um rapaz estava sentado ao pé de uma árvore, com a cabeça entre as mãos, pensando:

- Quem sou eu?

Já fazia quase um dia que ele estava ali, tentando responder à pergunta, e não conseguia. Estava com a cabeça quente.

Perto havia uma estrada. Ele viu alguém passando, levantou-se, foi lá e perguntou à pessoa: “Por favor, quem sou eu?”

A pessoa explicou. Pronto, o jovem se acalmou.

A criança, primeiro descobre a mãe, como alguém diferente dela. Só depois descobre a si mesma, como um ser diferente dos outros. Nós somos seres sociais, essencialmente sociais. Se uma criança, logo após o nascimento, fosse deixada sozinha, sem se relacionar com ninguém, tornar-se-ia um monstro, não uma pessoa humana.

Está aí mais uma prova de que somos imagens e semelhanças de Deus. Ele não é um ser isolado, mas a relação amorosa de três Pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Também as Irmãs carmelitas que passam o dia em silêncio, e os anacoretas que vivem isolados nas matas, só são felizes a partir da relação com seus irmãos e irmãs.

Escrito por
Padre Antônio Queiróz dos Santos (Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R)
Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R

Mais conhecido como Padre Queiróz (in memoriam) recolheu ao longo de seu ministério centenas de histórias que falam de forma simples e popular da fé e das realidades do povo de Deus.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Queiróz, C.Ss.R., em Histórias de Vida

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.