Por Elisangela Cavalheiro Em Igreja

1º de maio: Igrejas promovem eventos para celebrar conquistas dos trabalhadores

O Dia do Trabalhador, 1º de maio, celebrado desde o final do século XIX no Brasil e em diversos países tem por objetivo celebrar as conquistas dos trabalhadores ao longo da história e também reforçar a luta pelos seus direitos no momento presente. No Brasil, existem pouco mais de 92 milhões de pessoas ocupadas e um percentual de 38,6% em idade de trabalhar fora do mercado de trabalho, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua.  

Neste dia, dioceses e movimentos espalhados por todo o país mobilizam fiéis para celebrar a data e reforçar a dignidade do trabalhador. 

Carteira de Trabalho (crédito: Rafael Neddermeyer-Fotos Públicas)

A Pastoral Operária que atua junto aos trabalhadores e trabalhadoras publicou um subsídio de preparação para este dia. Com o tema ‘Qual o valor do seu trabalho?’, o material pode ser utilizado ao longo do mês nos encontros de pastorais relacionados com a questão [clique para baixar o material]

Iniciativas

peregrinacao_do_trabalhadorEm Maringá, no Paraná, a Associação de Reflexão e Ação Social (Aras-Cáritas) em parceria com os Grupos de Profissionais do Reino da Renovação Carismática Católica (RCC) e a paróquia São José Operário realizarão no domingo, a Peregrinação do Trabalhador. A atividade terá concentração a partir das 16h na Praça Regente Feijó, na Vila Operária, com destino à paróquia São José.

Os organizadores anseiam reunir e congregar, neste dia, homens e mulheres para rezar, celebrar e refletir sobre o valor e a dignidade do trabalho humano. A iniciativa reforçará o tema proposto pela Campanha da Fraternidade 2016 "Casa comum, nossa responsabilidade", convidando os peregrinos a "refletir sobre os cuidados necessários com a 'casa comum'". 

 

romaria_trabalhadorRomaria em Mariana (MG)

Na arquidiocese mineira ocorre a tradicional Romaria dos Trabalhadores e Trabalhadoras que neste ano chega a sua 26ª edição. A caminhada, que acontece no dia 1º de maio, terá início em Urucânia e já está com as inscrições abertas para as caravanas.

Seguindo também a temática da CF-2016 "Casa Comum, reconstruir e defender a vida" e lema "Queremos ver brotar água sobre a terra e nossos direitos como benção", a romaria pretende reunir milhares de romeiros e peregrinos no dia dos trabalhadores.

Marcha "Protegendo o trabalhador do futuro"

A Arquidiocese do Rio de Janeiro promove no próximo domingo, 1º de maio, a 4ª edição da Marcha pela Vida contra o aborto. O evento acontecerá na praia de Copacabana a partir das 14h. Em consonância com o feriado, a manifestação pelo Movimento Brasil sem Aborto terá como tema “Protegendo o trabalhador do futuro”. Segundo os organizadores, a expectativa é de reunir cerca de 5 mil pessoas

1º de Maio 

A história da celebração teve origem em 1886, quando trabalhadores de Chicago, nos Estados Unidos, fizeram uma manifestação nas ruas da cidade querendo reivindicar a redução da carga horária de trabalho, de 13h para 8h diárias. Neste mesmo dia, os trabalhadores americanos fizeram uma greve geral no país. Estes protestos ficaram conhecidos como a Revolta de Haymarket. Nos dias 3 e 4 de maio, manifestantes e policiais entraram em conflitos, o que resultou na morte de alguns envolvidos e em dezenas de pessoas feridas. Mas a data só se tornou feriado em 1919, na França, e em 1920, na Rússia. No Brasil,o feriado oficial foi decretado pelo então presidente Artur Bernardes em 1924. 

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.