Por Tatiana Bettoni Em Igreja

20 anos da Encíclica Evangelium Vitae do papa São João Paulo II - 3ª parte

Foto de: Reprodução

Vida

 

Confira a terceira e última parte da entrevista com o professor de Bioética da PUC-Paraná, Anor Sganzerla, graduado em Teologia, mestre e doutor em Filosofia, sobre os 20 anos da Carta Encíclica Envagelium Vitae, do papa São João Paulo II.

[Confira a Carta Encíclica Evangelium Vitae na íntegra]     

A12 - A encíclica aborda e critica a “cultura da morte”. Vinte anos depois, esta cultura se modificou? Está mais presente na esfera criminal ou moral?

Sganzerla - Com certeza tivemos alguns avanços, porém estes são pequenos. A cultura de morte continua sendo promovida em nome da liberdade individual e da vontade da grande maioria. Não há dúvida de que os maiores problemas de nossos tempos estão na esfera da moralidade. Muito avançamos na área da informação, na econômica, nas ciências, na indústria de modo a fazermos grandes revoluções. Com certeza, a maior revolução que o século XXI precisa fazer, para poder usufruir de modo justo das outras revoluções, é a revolução da moralidade. Não se trata de defender uma única moral com verdadeira, mas buscar uma “bússola” para fazer frente ao relativismo ético que tudo permite e salvaguardar a dignidade e o valor da vida. 

A12 - A Igreja tem buscado “conciliar” a Bioética cristã com o avanço da medicina e do processo técnico-científico?

Sganzerla - Os avanços da tecnociência tem sido mais rápidos e velozes do que a moralidade que busca orientá-los. Nesse sentido, embora a Igreja tenha avançado e tenha buscado o diálogo com diferentes segmentos da sociedade, ainda há muito que fazer. Suas posições têm sido mais rápidas, se comparadas ao passado, mas ainda lentas para o nosso tempo.

Leia também: 

:. 20 anos da Encíclica Evangelium Vitae do papa São João Paulo II - 1ª parte

:. 20 anos da Encíclica Evangelium Vitae do papa São João Paulo II - 2ª parte

 

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Tatiana Bettoni, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.