Por Redação A12 Em Igreja

Arquidiocese do Rio apoia iniciativa de reciclagem de óleo de cozinha

Transformar 50 mil litros de óleo de cozinha em biodiesel é a proposta de um programa de reaproveitamento de óleo vegetal usado promovido pelo governo estadual que ganhou o apoio da Arquidiocese do Rio de Janeiro. A parceria foi firmada no final do mês passado pelo arcebispo do Rio Dom Orani Tempesta e a Secretaria de Estado do Ambiente. 

Foto de: reprodução. 

oleo-de-cozinha

Cada litro de óleo polui em torno de
30 mil litros de água potável. 

Além de evitar o despejo desse resíduo em rios e córregos, o programa vai reverter a renda obtida com a venda do óleo como insumo para a produção de biodiesel, para um fundo que irá financiar projetos sociais tocados em parceria com a Igreja.

“A questão do recolhimento do óleo já existe em algumas paróquias, mas precisava ser mais bem organizada. Hoje estamos aproveitando para assinar um convênio entre vários parceiros. Esperamos criar meios para melhorar ainda mais esse trabalho”, afirmou o Cardeal Orani João Tempesta. 

Segundo o coordenador do projeto, Ricardo Alves, a meta é começar com a adesão de cerca de 20 paróquias em janeiro e ir aumentando gradativamente até atingir a totalidade das paróquias em 24 meses. 

“Foi criada uma comissão para fazer a organização e escala dos veículos da Secretaria de Ambiente que farão a coleta e destinação desse material. Cada litro de óleo polui em torno de 30 mil litros de água potável, água do mar, da lagoa e dos nossos rios. Portanto, a cada litro que transformarmos, principalmente em biodiesel, estaremos poupando 30 mil litros de água e ainda ajudando o meio ambiente ao produzir algo útil. E essa é a proposta do projeto”, explicou Ricardo Alves.

O vigário episcopal para a Caridade Social na arquidiocese, cônego Manuel Manangão, explica que o projeto já estava sendo pensado há três anos. Segundo ele, todas as paróquias estão sendo convidadas a aderirem essa campanha. 

::  Aprenda a transformar o óleo de cozinha em sabão

:: 6 dicas para você se tornar uma pessoa sustentável

:: Laudato si, a segunda encíclica do Papa Francisco tem como tema central a ecologia

“No fundo, o que precisamos é pensar na Igreja como incentivadora de uma consciência voltada à conservação do meio ambiente, assim como o Santo Padre, quando lançou a ‘Laudato Si’. A encíclica aborda a ecologia e porque devemos ter cuidado com a casa comum, a casa de todos nós”, pontuou cônego Manangão.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.