Por Redação A12 Em Igreja

Campanha Nacional recorda os 40 anos da Comissão Pastoral da Terra

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) lança neste dia 1º de junho, a Campanha Nacional em memória aos 40 anos de atuação da entidade. O ato antecede o “Encontro Brasileiro dos Movimentos Populares em diálogo com o Papa”, que acontecerá entre os dias 2 e 5 de junho, no Centro de Convenções da Prefeitura de Mariana (MG).

De acordo com informações da CPT, fazer memória da história da Pastoral da Terra é levar as pessoas a perceberem a presença das batalhas travadas no campo, nas cidades e no Congresso Nacional, em suas vidas cotidianas. “É realizar o ato político e lembrar de todas e todos que lutaram pelos direitos dos povos do campo, das comunidades indígenas e quilombolas; pelo direito à vida, à terra e às águas”.

A Pastoral ainda define a celebração como “um ato de justiça”. “Não apenas por aqueles que aqui estão que continuam na lida, nem pelos que já se foram (seja pelas mãos do tempo ou pelas mãos da covardia), mas especialmente àqueles que ainda hão de chegar”, consta em um comunicado.

Campanha
campanha pastoral da terraDesde o dia 3 de maio, a CPT realiza ações de comunicação relacionadas à Campanha dos 40 anos. Entre as atividades, há uma série de publicações em três diferentes eixos temáticos, “Memória”, “Abrindo Porteiras” e “Histórias”.

No primeiro mês, o eixo “Memória” procurou resgatar e difundir a lembrança daqueles que participaram da trajetória da CPT, divulgando conteúdos nos canais online da entidade, entre eles o site, a página no Facebook, o perfil no Twitter e o canal de vídeos no YouTube.

A CPT informa que o evento em Mariana marca a abertura da segunda fase da Campanha, que trabalhará o eixo temático “Abrindo porteiras”. Entre as ações previstas para esse mês, estão os debates online sobre o tema “Trabalho Escravo Contemporâneo”, que contará com a participação de importantes articuladores e defensores dos direitos humanos.

No “Encontro Brasileiro dos Movimentos Populares em diálogo com o Papa” serão discutidos temas como meio ambiente, mineração, terra, trabalho, reforma política, território e moradia.

O encerramento do evento será marcado por um ato público. A expectativa é que pelo menos 400 pessoas estejam presentes e participem do Encontro.

Histórico
A CPT surgiu em 1975 com o propósito de enfrentar a violação dos direitos de povos indígenas e de comunidades de posseiros que tinham seus territórios invadidos por grandes empresas que se estabeleciam na Amazônia. Dez anos depois começou a publicação do caderno “Conflitos no campo” com informações de assassinatos, ameaças e violência relacionados às questões da terra, da água e trabalhistas. Em 31 anos da publicação, foram registradas mais de 30 mil ocorrências. Por CNBB



Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.